Desenvolver a liderança envolve muitos fatores. É importante estar atualizado quanto a eles para ter a maior inspiração com seus liderados e, principalmente consigo mesmo.

Aqui estão alguns motivos para desenvolver sua autoliderança:

1) Autoconhecimento

Muitas vezes a falta de autoconhecimento promove barreiras ocultas e impede o desenvolvimento saudável de um objetivo e de uma rota de ação.

 Um líder que inspira deve se conhecer muito bem. Saber as forças e fraquezas facilita o processo de autoconsciência. Ao se conhecer melhor, o líder consegue inspirar e ter mais energia para realizar seus objetivos pessoais.

2) Talentos bem utilizados

Ter muitos talentos nem sempre é sinal de que tudo está fluindo bem. Muitas vezes o profissional desperdiça seu potencial por não ter isso mapeado corretamente.

 O líder deve conhecer e exercitar os próprios talentos. E saber identificar os talentos de um time é um grande facilitador para executar as ações e atingir as metas. Use seus talentos na medida e no tempo certo!

3) Competências no tempo certo

O líder que não sabe o timing de usar e desenvolver novas competências perde muito por isso. Além de tudo, ele bloqueia toda sua liberdade criativa para favorecer cenários e antecipar necessidades.

 Aprender nunca é demais. O líder deve sempre buscar novas competências. Além de desenvolver as competências necessárias, um verdadeiro líder deve saber o momento certo de utilizá-las. Revise sempre suas competências.

4) Empatia com sensibilidade

A falta de empatia é um dos maiores problemas nas relações humanas. O não uso da empatia promove ruídos de comunicação, de estratégia e sempre gera consequências desastrosas em qualquer relação.

A empatia é fundamental. Ela te faz enxergar o outro, respeitando seus valores e pensamentos. Dessa forma você tem ao seu lado um aliado com todos os talentos em prol dos objetivos em comum. Respeite sinceramente o outro!

5) Capacidade de adaptação às mudanças

Como falamos antes sobre liberdade criativa, ela é relacionada também à flexibilidade. Não ter um plano alternativo pode sim acabar com os resultados e objetivos.

 Flexibilidade e criatividade. Nem sempre o resultado virá seguindo o mesmo caminho. Eis que a criatividade pode facilitar essa nova rota, trazendo novas ideias para o plano de ação e uma nova energia a favor do resultado. Seja um líder flexível!

6) Networking com credibilidade

Ligue o sinal de alerta se você acha que já tem sua rede consolidada e não precisa fazer mais nada. As conexões se perdem de você não fizer a manutenção contínua delas. O preço é alto demais…

Conectar com as pessoas é certamente umas das maiores habilidades para um líder. Desperta credibilidade, empatia e influência nos ambientes, além de colocar todos os talentos e forças em evidência nas redes de contato. Mantenha sua rede! Comunique-se com clareza!

7) Inteligência Emocional na prática

Alimentar pensamentos e emoções negativas é o caminho certo do fracasso. Gera um ciclo vicioso bem difícil de quebrar. Não seja pessimista. Nunca deu certo pra ninguém!

É preciso entender seus sentimentos e o dos outros, além de estabelecer uma conexão de emoções positivas que desperte um ambiente saudável. Inspirar, ser um bom ouvinte e dar feedback é uma competência fundamental em um líder.


Cesar Romano é Head de Vendas da Penser e um apaixonado por desenvolvimento de pessoas. 

Fernando Pacheco

Mineiro, animado e bom leitor. Formado em Comunicação pela PUC-MG, MBA em Gestão de Pessoas, Graduado em Gestão de Recursos Humanos e Pós-graduado em Controladoria e Finanças. Diretor de Operações da Samba Tech e CEO da Penser.

Deixe uma resposta

Fechar Menu