Algumas pessoas têm pânico de palco – e de platéia – e só de pensar em falar em público, ficam extremamente nervosas e na defensiva. Mas você já parou para pensar no que é que nos causa tanto desespero? E já pensou em como diminuir o nervosismo ao falar em público?

Segundo psicólogos e especialistas, o pavor do palco está muito relacionado à um dos nossos instintos de sobrevivência mais básicos: a inserção em um grupo. Historicamente, desde as nossas origens, para sobreviver a grandes predadores e ter chance de sucesso com as presas, os seres humanos vivem em grupos e não gostam de se desgarrar ou se colocar à frente dele. Assim, numa perspectiva evolucionária, qualquer coisa que ameace nossa capacidade de ser parte de um grupo social, parece mesmo como um grande risco para nossa sobrevivência e pode refletir na forma como reagimos a determinadas situações –  como falar para um grande público.

De maneira simplista, para algumas pessoas, ter que falar em público, ali, sozinho, é um fator semelhante a uma ameça – e acredite, é instintivo.

Mas então, como fazer para desenvolver esse ponto, deixar o nervosismo de lado e ganhar habilidades que melhorem o seu desempenho diante de grandes plateias? Infelizmente, não há uma fórmula geral e mágica de fazer isso. O ideal é que cada pessoa entenda seu comportamento e pontos de atenção e trabalhe de forma a desenvolvê-los.

Porém, apesar disso, existem algumas técnicas que, comprovadamente, podem te ajudar a ter mais confiança e desenvoltura em situações que exijam uma performance pública. E é sobre elas que vamos falar a seguir.

As dicas que selecionamos têm como ponto de partida a orientação de especialistas da Forbes Coaches Council e também nossas experiências e estudos. Confira:

Como diminuir o nervosismo ao falar em público?

1. Pratique no local onde você vai falar

Principalmente quando você não conhece o local em que você vai discursar, é importante que alguns dias antes você faça um “tour de reconhecimento”. Saber por onde você vai entrar, por onde vai sair e qual espaço terá para falar, ajuda a evitar pequenas paranóias e vai te deixar mais tranquilo.

Como você sabe, a maioria dos nossos medos vêm de não saber o que vai acontecer a seguir. Quando você pratica e se familiariza com a situação e com seu discurso, você tende a ficar mais confiante e diminui o risco de ser surpreendido com variáveis desconhecidas.

E além do espaço, lembre-se também de testar os equipamentos, a compatibilidade da sua apresentação com o que é oferecido, áudio e outros pontos.

2. Comece com o seu corpo

Estar em harmonia com seu corpo é essencial para conseguir ficar menos nervoso ao falar em público. Por isso, é importante buscar por formas de se manter equilibrado e de trazer a tona sentimentos positivos em relação à si mesmo e a situação a seguir.

De acordo com especialistas, uma boa dica tentar “enganar” o seu corpo em relação àquilo que você está sentindo. Sua fisiologia espelha o seu estado interno (tente ficar chateado ao sorrir. É impossível, certo?). Portanto, para superar o medo, fingir uma postura relaxada, confiante e equilibrada pode ser extremamente interessante. Fique em pé, respire profundamente, acelere o seu ritmo ligeiramente, relaxe seus ombros e sorria. Seu estado interno vai começar a imitar o seu estado externo. Fisiologia é o primeiro ponto de acesso a uma mentalidade empoderada.

Faça exercícios físicos

Ainda em relação ao corpo, praticar exercícios físicos também pode ajudar – e muito – a diminuir a ansiedade antes de um discurso público. Exercícios físicos estimulam a liberação de endorfina, hormônio ligado ao bem estar e satisfação, e ajudam a diminuir o estresse, promover o relaxamento e te deixar em equilibrio com si mesmo.

Portanto, antes de subir ao palco, experimente fazer uma sessão de Yoga, dar uma corrida ou sair para pedalar. Vai ser de grande ajuda!

Trabalhe sua expressão corporal

Se você está buscando aperfeiçoar suas habilidades para falar em público, com certeza já deve ter lido ou estudado sobre expressão corporal. Mais do que apenas por palavras, nós também nos comunicamos por nossos gestos e expressões e trabalhar isso pode te ajudar a se sentir mais confiante na hora de se apresentar para uma grande platéia.

Gesticular demais pode aparentar nervosismo e falta de foco, assim como manter os braços cruzados passa a impressão de que você está na defensiva e pouco aberto ao diálogo. Por isso, movimente-se um pouco, ocupe o palco, mantenha as mãos sobre controle e lembre-se de sorrir! Isso vai te ajudar bastante.

3. Conecte-se com o seu público antes da hora

É muito mais fácil conversar com alguém que você já conhece do que com alguém que nunca viu na vida, certo? E o mesmo vale para apresentações e palestras públicas.

Portanto, chegue 10 ou 15 minutos antes de sua apresentação e misture-se com o público. Dessa maneira é possível desarmar qualquer nervosismo, aprendendo mais sobre os interesses das pessoas e também mantendo sua mente ocupada.

Estudar seus ouvintes é importante

E apesar do contato imediatamente antes da apresentação ser muito importante, é essencial que você estude seu público com antecedência e entenda detalhes sobre seu nível de instrução, sua posição profissional, o modo como ele fala, sua idade e outros pontos.

Isso vai te ajudar a adequar seu discurso e a também adaptar outros pontos, como a sua apresentação de PowerPoint, caso ela exista. Portanto, certifique-se de que você conhece seu público e seja certeiro. 

Ouça a palestra anterior

Uma outra dica muito importante é que, caso ela exista, você ouça a palestra anterior a sua. Parece bobagem e perda de foco, mas na verdade vai ajudar muito, principalmente no que diz respeito à conhecer o público e suas reações – além de que você sempre pode aprender com os acertos e erros do palestrante anterior.

Por isso, aproveite!

como diminuir o nervosismo ao falar em publico

4. Domine seu conteúdo

Uma das coisas mais importantes e éticas para quem precisa falar em público é nunca fazer isso com um assunto que você não domina – principalmente para grandes plateias. Se você está diante do público para falar de um tema específico, o mínimo que se espera é que você seja referência nele. Portanto, não decepcione.

Estude, leia, busque outros especialistas e saiba o conteúdo da sua apresentação “de cor e salteado”. Assim você se sentirá confortável quando o momento final chegar e as palavras fluirão tranquilamente.

Anote e faça checkpoints em sua apresentação

Não confunda: dominar o seu conteúdo não é o mesmo que decorar todos os slides e pontos da sua apresentação. Não confie na sua memória!

Para que você se mantenha seguro e não tropece durante a apresentação, faça anotações sobre ela para si mesmo, estude e também insira “checkpoints” em seus slides. Eles te ajudarão a lembrar do que você precisa falar e te dar um porto seguro, caso você tenha um branco ou fique nervoso demais em algum momento.

Memorize os primeiros 60s da sua apresentação

Começar uma apresentação com o pé direito pode ser o que você precisa para quebrar o nervosismo e engatar em sua fala. Portanto, tente memorizar pelo menos os primeiros 60s do seu discurso.

Não é complicado e pode fazer toda diferença!

5. Mantenha o foco em resultados positivos e evite os “e se”

Ansiedade geralmente decorre de possíveis resultados negativos imaginários de sua palestra. Não se culpe por sentir algum medo (todos temos algum receio de falar em público, de verdade). Para se controlar, concentre sua atenção nos resultados positivos que você quer com a sua apresentação  e deixe seus fracassos imaginados fora de foco.

Esqueça as situações hipotéticas – não sofra por algo que ainda não aconteceu. Esqueça os “e se” e se concentre na sua situação presente e nos resultados positivos dela.  

Trabalhe sua inteligência emocional

Para conseguir se controlar e manter a calma e a positividade nessas situações, trabalhar sua inteligência emocional é extremamente importante. Com ela você conseguirá identificar e agir sobre pensamentos destrutivos e também impedir que uma parte da sua vida impacte em outras.

Aqui neste artigo nós contamos mais sobre esse conceito e sobre como trabalhá-lo. Vale a pena conferir!

6. Faça uma aula de improviso

Aulas de improviso são uma forma incrível de começar a curtir o palco no qual você estará palestrando. Esse tipo de lição vai ajudar a desenvolver seu carisma, postura, criatividade e sua capacidade de responder de forma criativa à situações complicadas. Quando você se sente “confortável com o desconforto”, aí tudo realmente fica bem.

No Brasil, essas aulas são comuns em companhias de teatro e pequenos grupos de stand-up comedy. Na internet também é possível ver exercícios e simular algumas brincadeira com amigos.

7. Visualize seu “eu” ideal e passe a imitá-lo

Quem vai se apresentar em público, normalmente tem boas referências de figuras e profissionais que são uma inspiração nesse quesito. Então, para diminuir o nervosismo antes de uma palestra ou apresentação, que tal começar a “imitá-lo”?

Pode parecer bobagem, mas agir de maneira similar à alguém que você admira, te ajuda a desenvolver características que são naturais daquela pessoa e a te dar mais segurança e conforto para ir assumindo um papel de protagonismo nas suas apresentações, com sua própria personalidade.

Comece a praticar isso com pessoas próximas, seus amigos sua família e veja como depois tudo fica mais fácil.

8. Autoconhecimento é fundamental

O medo de falar em público se inicia em nós mesmos e também é alimentado apenas por nós mesmos. Ele nasce como uma mensagem mental e se manifesta em aspectos visuais e comportamentais, que impactam nossa comunicação e desenvoltura.

Identificar e entender isso é essencial, pois a partir disso é que você pode corrigir e trabalhar esses pontos. E isso tem tudo a ver com autoconhecimento.

Saber a origem dos seus sentimentos e conseguir identificá-los como positivos e negativos, sabendo como agir em cima deles, é fundamental para vencer o medo de falar em público. Aqui neste outro artigo nós falamos mais sobre o autoconhecimento e ensinamos exercícios valiosos para trabalhar o seu. Vale conferir!

9. Junte-se a um grupo de Toastmasters local (sim, o Brasil também tem)

Você á ouviu falar no Toastmasters? Essa é uma organização internacional sem fins lucrativos que se dedica a melhorar as habilidades e competências de uma pessoa, relacionadas à comunicação, liderança e discurso público, por meio de clubes espalhados pelo mundo inteiro.

Por isso, ir até um grupo Toastmasters próximo de você pode ser extremamente proveitoso! Nesses lugares, em vez de um ambiente assustador, você encontrará um espaço confortável e preparado para melhorar suas habilidades. Afinal de contas, todo mundo que está lá tem ou já teve os mesmos desafios e você estará cercado por pessoas que lhe ajudarão a evoluir suas capacidades de entrega e confiança, sempre com um passo de cada vez.

E o mais legal é que, por incrível que pareça, é relativamente fácil encontrar essas comunidades no Brasil. Basta dar uma pesquisada no Google para achar um pertinho de você!

10. Ache um parceiro de co-apresentação

Sempre que possível, tente achar um parceiro para ser seu “co-apresentador”. Isso, além de facilitar todas as etapas anteriores à apresentação, como a preparação do conteúdo, te deixará muito mais tranquilo na hora da apresentação. Afinal de contas, assim você terá um sistema de suporte e menos fardo para carregar sozinho na hora de encarar a platéia.

Além disso, contar com um parceiro é bastante interessante para pegar algumas dicas dessa outra pessoa e tirar lições do modo como ela lida com essa situação. Seguindo um processo de co-apresentação saudável, você se sentirá confortável em pouco tempo e estará pronto para tocar as coisas sozinho rapidamente.

Toda apresentação é um aprendizado. Aproveite!

Por mais que você ache que sua apresentação poderia ter sido melhor e que você ainda não está bom o suficiente na arte de falar em público, lembre-se de que todas essas situações são um aprendizado e que você vai ficando melhor e melhor à medida que pratica.

Portanto, não evite essas situações e saiba tirar boas lições de tudo que você viver. Ter alguém querendo te ouvir é um privilégio. Aproveite!

Se bater o desespero e você quiser diminuir o nervosismo antes de falar em público, lembre-se das dicas deste artigo: controle seu corpo, tenha pensamentos positivos, estude o público e o conteúdo e etc.

E para finalizar, temos ainda dois conteúdos que você pode querer aproveitar. Um deles é essa lista do “Ted” com 8 palestras sobre preparação para falar em público. O outro, é este ebook com 15 dicas para você fazer sua carreira decolar. Confira os dois e prepare-se para ir mais longe!

Ah, e se há algum outro ponto que você pratica para ficar menos ansioso e que acha que faltou na lista, conte pra gente nos comentários. Vamos trocar experiências!

Fernando Pacheco

Mineiro, animado e bom leitor. Formado em Comunicação pela PUC-MG, MBA em Gestão de Pessoas, Graduado em Gestão de Recursos Humanos e Pós-graduado em Controladoria e Finanças. Diretor de Operações da Samba Tech e CEO da Penser.
Fechar Menu