Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7

Nos últimos anos o termo Startup se tornou muito comum, seja dentro das organizações ou em uma mesa de bar nas conversas com amigos, as pessoas estão sempre falando desse termo.

Trabalhar em uma Startup é estar aberto a aprender coisas novas todos os dias, se deparar com desafios constantemente, se sentir no céu e no inferno em questão de minutos. É também se desprender das práticas tradicionais de grandes organizações, sempre pensar em como otimizar processos, como ser mais produtivo e otimizar o seu tempo.

Startups exigem muita energia, dedicação e esforço de seus funcionários, mas trabalhar em um ambiente desses é uma experiência incrível!

Para contextualizar, vou falar um pouco sobre minha experiência na Vulpi, uma Startup de recrutamento e seleção de desenvolvedores de software, onde trabalho há cerca de 1 ano e alguns meses.

Eu entrei na Vulpi através de um programa chamado Impulsionamento de Carreiras, onde as pessoas selecionadas iriam ter essa experiência de vivenciar o dia a dia de uma Startup.

A ideia do programa era mostrar a realidade crua e nua para os participantes de como é a vida de quem trabalha em uma startup, através de treinamentos, dicas de como ser um profissional engajado e atualizado, e principalmente, de participar diretamente das atividades da organização.

Foram dois meses super intensos, onde pude sentir na pele o que é uma Startup. Ali eu realmente entendi como é a vida desses jovens aventureiros e empreendedores.

Com muita dedicação e empenho eu consegui me adaptar aos processos da empresa e tomar gosto por essa realidade, e acabei sendo contratado no final do programa, e claro, fiquei super feliz com isso!

Desde então eu tive inúmeras experiências e situações que nunca havia passado antes, que me fez crescer demais como pessoa e como profissional. Foram tantas experiências legais (e às vezes não tão legais assim) que eu poderia ficar horas falando sobre.

Então através desses aprendizados e experiências que tive, vamos falar de uma forma mais geral de como é a vida de quem trabalha em uma Startup.

Trabalhar em uma Startup é praticamente sentir-se em casa, você não precisa se preocupar com a roupa que vai utilizar para trabalhar, os horários são flexíveis, também é muito comum a realização de happy hours, momentos de lazer e jogos, etc.

A relação com os colegas de trabalho é mais íntima e informal, as pessoas são mais abertas e amigas. Mas isso não significa que seja uma fácil, ou que não seja um ambiente profissional, pelo contrário, quem está dentro é porque realmente quer fazer parte do projeto/empresa e vive intensamente todos os momentos.

Para quem nunca viveu isso, pode parecer difícil, mas eu diria que o termo correto é: desafiador. Se você estiver disposto a enfrentar o desafio de corpo e alma, você irá crescer muito, em todas as áreas de sua vida.

Nas Startups não existe um modelo hierárquico bem definido, os funcionários participam da maioria das decisões estratégicas e trabalham no mesmo ambiente dos seus “chefes”. Aqui na Vulpi por exemplo, o Fellipe Couto nosso CEO não gosta de ser chamado de chefe, segundo ele, chefe é uma expressão ultrapassada! Talvez líder seja a palavra ideal, pois dá exemplo participando das atividades que todos fazem.

Outro ponto legal é que geralmente todos os funcionários podem se tornar sócios, tendo participação nos lucros e até a possibilidade de adquirir ações. A princípio, os salários não são grandes coisas, mas se o negócio der certo, você pode ter uma remuneração fora da curva.

Rotina também não é comum nesse ambiente. Estamos sempre realizando tarefas diversas e pensando em metodologias e processos inovadores, aliás, esse é o ponto forte de uma Startup, inovar sempre, mesmo sem muito budget, o desafio é inovar e criar soluções para os problemas do mundo. Esse é outro ponto que brilha meus olhos, sentir que estou fazendo diferença na vida das pessoas de uma forma muito intensa e direta, porque afinal, participar de todos os processos e decisões da empresa nos dá essa sensação.

O turnover nas startups costuma ser bem grande, devido aos desafios constantes onde muitas pessoas não se adaptam a essa realidade e acabam procurando por outras oportunidades, devido também ao assédio das enterprises/grandes empresas por esse tipo de profissional, que acabam se tornando aquele profissional multitarefas, pois desenvolve diversas habilidades.

Como em quase tudo na vida, trabalhar em Startups tem os seus pontos positivos e negativos, apesar de eu achar que os pontos positivos são inúmeramente maiores.

Portanto, se você leu esse texto e achou que tem esse perfil profissional, quem sabe uma startup não pode ser o seu próximo local de trabalho? Pense nisso!

Empresas como a Vulpi estão sempre de portas abertas para te colocarem no mercado de trabalho e até mesmo para fazerem parte do nosso time de pessoas excepcionais e com sangue nos olhos de fazer a diferença no mundo!


*Conteúdo especial produzido por Christian Veiga, do time de Marketing da Vulpi. 

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7