Defina até onde vai seu trabalho e não entre numa furada

No começo de qualquer negócio, é comum que a possibilidade de aquisição de um novo cliente salte aos olhos do empreendedor. Mas é preciso cuidado e cautela para não entrar numa fria. Desde o primeiro contato, deixe claro para o seu cliente em potencial o que sua empresa faz e delimite o seu escopo de atuação.

Embebidos pela chance de realizar a entrada de dinheiro novo, alguns empresários esquecem de ‘combinar’ as premissas do projeto e acabam se dando mal. Muitas vezes, o retorno financeiro e o desgaste não valem a pena e podem representar uma grande perda de tempo e de esforços para o seu negócio.

Caso real em grande empresa

Uma consolidada agência de comunicação de Minas Gerais realizava um trabalho específico para uma multinacional. Sem base no contrato, era comum que os analistas se desgastassem com atividades fora do horário e/ou que fugiam às ações cabíveis à função. Além disso, a empresa não cobrava por ‘refação’, o que deixava o cliente à vontade para mudar de ideia a cada minuto, gerando enorme desgaste no trabalho e nenhuma contrapartida financeira.

De volta ao pequeno empreendedor

Esta situação serve apenas para elucidar que o problema pode acontecer até em uma grande empresa, que conta com respaldo de equipe jurídica e diretores “profissionais”. Por isso, tenha cuidado ao entrar num novo projeto e analise todas as possibilidades antes de começar.

No início das atividades da sua empresa, é normal que você não conte com um advogado ou consultor jurídico. Não há problema. Uma simples troca de e-mails ou um pequeno documento formatado por você pode dar fim a qualquer futuro problema.

  • Faça uma lista com suas funções no projeto;
  • Defina horários de trabalho com o cliente;
  • Delimite um pacote total de dedicação ao projeto. Do contrário, você trabalhará full-time e não receberá por isso;
  • Deixe claro qual sua área de atuação. Não comece como consultor em engenharia e termine servindo cafezinho.

Fernando Pacheco

Mineiro, animado e bom leitor. Formado em Comunicação pela PUC-MG, MBA em Gestão de Pessoas e Graduado em GRH. Head of Pre-Sales na Samba Tech, proprietário da Penser e sócio da Life. E o mais importante, padrinho do Mateus. É isso aí...