‘Intrapeneur’ não tem restrição de área

O intrapreneur representa um perfil de profissional cada vez mais desejado dentro das empresas. O conceito significa a característica de um ‘empreendedor interno’, que consegue encontrar soluções para o aumento da produtividade e melhoria de processos dentro da própria corporação.

Para termos um caso prático e de compreensão ampliada, trouxemos ao site da Penser o jornalista Thiago de Castro, atualmente setorista do Atlético no Superesportes. Criativo e disposto a encontrar uma solução para evoluir na carreira, e ainda ajudar a instituição na qual trabalho, Tico criou uma nova seção, a “Por onde anda”. A inovação criou mais cliques para o portal e diversificou o trabalho realizado por ele e pela empresa.

Muitas pessoas acreditam que empreendedorismo é uma palavra ligada apenas a negócios e dirigentes de empresas. Para a Penser, esse tema deve fazer parte da vida de qualquer profissional, independentemente da área na qual atua, como o caso do Tico, que criou algo novo no mercado de jornalismo esportivo.

Tudo começou quando trabalhava para o “Diário Lance!”. Era setorista do Cruzeiro e comecei a fazer o trabalho paralelo para o portal “Lancenet!”. O objetivo era buscar jogadores que passaram por grandes clubes do Brasil ou que se destacaram em algum período, mas que estavam sumidos. Fiz a sugestão para um dos editores do portal e ela foi aprovada. O retorno, em número de acessos, era bom. No entanto, era apenas algo complementar e não tinha metas ou calendário definidos.

Pouco tempo depois, já no portal Superesportes, o projeto ganhou mais força, desta vez, voltado para o público de Minas Gerais. A iniciativa foi abraçada pelo editor Bruno Furtado. Foi criada uma página para o “Por onde anda?”, dentro do site. Trabalhamos com metas e calendário. Com o tempo, a seção virou um diferencial já reconhecido pelo público para o portal.

Profissionalmente, o retorno foi muito bom. Pude fazer entrevistas com grandes personagens do esporte. Aprendi muito. E, além disso, um dos motivos que talvez tenham convencido os responsáveis pelo Superesportes à época da minha contratação tenha sido esta iniciativa já colocada em prática no meu antigo emprego.

Fazer algum trabalho paralelo pode ser importante para a sua carreira. Principalmente se este é aliado às suas tarefas principais sem que uma prejudique a outra. Empreender, portanto, não é necessariamente algo grandioso, genial. É ter iniciativa, contribuir, “querer mais”, sair da zona de conforto. 

Leia mais sobre intrapreneur no Portal Administradores. Acompanhe o jornalista Thiago de Castro através do perfil no twitter, @thiagodecastro_ (link direto).

Fernando Pacheco

Mineiro, animado e bom leitor. Formado em Comunicação pela PUC-MG, MBA em Gestão de Pessoas e Graduado em GRH. Head of Pre-Sales na Samba Tech, proprietário da Penser e sócio da Life. E o mais importante, padrinho do Mateus. É isso aí...