Dicas Transição de careiraPowered by Rock Convert

O mapa de competências pode ser um guia fundamental para a retenção de talentos em algumas empresas. Ao longo do tempo, as habilidades e interesses dos funcionários podem evoluir, assim como os objetivos de seu time, de modo que o desalinhamento pode acontecer sem que a empresa perceba.

Muito da dificuldade na retenção e/ou contratação de talentos está na falta de um mapa de competências. Uma pesquisa da consultoria Robert Half, divulgada pela Exame, afirma que 82% dos negócios no país sofre com o turnover, ou a rotatividade de seus colaboradores.

Com esse método é possível descobrir as principais lacunas de habilidades na empresa que a impede de alcançar um objetivo e de melhorar a performance dos resultados. O mapa de competências pode ajudar a atribuir tarefas para colaboradores onde as habilidades e interesses se encaixa melhor em um determinado projeto.

Um mapa de competências também pode ser responsável por um aumento na produtividade e satisfação dos colaboradores através de pequenas mudanças nas responsabilidades. É um instrumento fundamental para a empresa desenvolver um plano de cargos e carreira e assim, os gestores saberão o que devem esperar de cada colaborador e, ao mesmo tempo, o colaborador compreende o que precisa desenvolver para chegar àquela função.

Como fazer um mapa de competências?

Primeiro é necessário definir as competências exigidas para cada cargo da empresa. Mas para isso é preciso conhecer o conceito de CHA: Conhecimento, Habilidade e Atitude. Esses 3 fatores são necessários para definir o que é uma competência. Independente do cargo, é desejável que um colaborador tenha no-how na função (conhecimento), saiba lidar com a equipe (Atitude) e saiba transmitir esse conhecimento ou aplicá-lo (ter a habilidade).

A partir disso é possível colocar em prática esse mapeamento que pode ser realizado de através de uma simples planilha de Excel. Será necessário listar todas as competências necessárias, mesmo que em alguns cargos exijam mais competências que de outras. Essa primeira listagem não será a definitiva pois muito do que é exercido em um cargo às vezes não é reconhecido pelo gestor.

Por isso é aconselhável fazer um questionário onde os próprios colaboradores que exercem o cargo possam listar as competências necessárias para realizar suas tarefas. Apresentando a listagem anteriormente feita e pedindo para assinalar se tal competência é necessária ou não. Deixando-o livre para sugerir alguma outra que não consta na listagem.

Após planilha criada, a observação será necessária. O exercício é importante num primeiro momento para entender quais os principais processos que aquela função realiza e como esse colaborador se relaciona com os outros.

No final deve-se aplicar uma avaliação que tem 3 vieses: do colaborador sobre ele mesmo, do colaborador sobre o líder e outros colegas e do gestor sobre o colaborador.

A partir disso é gerado o mapa de cada um, que pode ser por setor ou, se a empresa tiver poucos colaboradores, para toda a organização.

infográfico de um mapa de competencias

Como montar equipes a partir desse mapa de competências?

Com o mapa em mãos, é preciso reconhecer as habilidades complementares. Elas são aquelas que, quando combinadas com outras habilidades, criarão um maior valor. A competência real exige conhecimento profundo e especialização. A medida que a complexidade do projeto aumenta, precisamos montar equipes que combinem pessoas de diferentes disciplinas com conjuntos de habilidades muito diferentes.

A presença de conjuntos de habilidades complementares permite que os membros da equipe ponham em prática suas próprias competências profundas enquanto integram os pontos fortes de seus colegas. Geralmente as pessoas que identificam as habilidades mais valorizadas em seus colegas ajuda-as a entender melhor suas próprias forças e assim os ajuda a torná-los melhores colaboradores.

Focar na diversidade de um time é a chave. Um mapa de competências fornece uma interpretação visual da distribuição de habilidades que toda a empresa, equipe ou até mesmo um indivíduo detém. As empresas gastam bilhões de dólares atraindo e gerenciando as melhores pessoas mas é preciso equilibrar as necessidades com diversidade.

Um mapa de competências indica onde a empresa está e podem ajudar a definir o curso do que ela precisa obter. Cada indivíduo pode ter seu  próprio mapa pois ajuda a entender com quais profissionais você é complementar e ajuda a definir um caminho melhor na sua carreira.

Já pensou como isso pode ser importante para a sua definição de objetivos ou para uma transição de carreira? Continue acompanhando nossos conteúdos!

consultoria de carreira personalizada

Deixe uma resposta

Fechar Menu