Você já parou para pensar que muitos dos momentos difíceis que passamos em nossa vida profissional já foram vividos por outras pessoas – que hoje acumulam experiências? E você já pensou também no quão útil seria poder contar com a ajuda dessas pessoas para te aconselharem sobre o que fazer em algumas situações específicas? Pois é, e essa é justamente a ideia do processo de mentoria.

Existe uma frase popular que diz que “melhor do que aprender com os próprios erros, é aprender com os erros dos outros”. E isso se aplica muito bem ao universo profissional se pensarmos em aprender também com os acertos e vivências de outras pessoas. Baseada na conexão entre profissionais das mesmas áreas e que, de forma geral, passam pelos mesmos desafios, a ideia principal da mentoria é unir pessoas com níveis diferentes de vivência de carreira e possibilitar o aconselhamento e troca de experiências.

Se você chegou até esse artigo, provavelmente você:

  • ainda não conhece o conceito de mentoria e quer aprender sobre;
  • ou nunca pensou em ter ou ser um mentor, mas está curioso sobre o processo;
  • ou já conhece o conceito de mentoria e está querendo saber mais sobre o assunto;
  • ou se interessa pelo processo e quer saber como começar ou se isso realmente “é para você”.

Acertei?

Então fique tranquilo! A seguir nós vamos te contar tudo sobre o processo de mentoria, dar dicas para começar e também mostrar como você pode aproveitar sua mentoria ao máximo! Continue lendo.

O que é mentoria

Faça o exercício de listar mentalmente os profissionais e as empresas que você admira. Caso fosse possível conversar com algum deles, você saberia que essas pessoas já receberam conselhos de alguém mais experiente do que eles em algum momento de suas trajetórias. Esses conselhos são chamados de mentoria.

Em linhas gerais, a mentoria pode ser entendida como uma espécie de tutoria. O mentor, com mais conhecimento sobre determinada área, auxilia o mentorado, um profissional que deseja desenvolver sua carreira.

Algumas empresas já aderiram à mentoria como uma espécie de substituição dos treinamentos convencionais, inclusive, convidando antigos colaboradores para serem mentores dos novos contratados. Empresas mais novas, por outro lado, buscam mentoria com empresas parceiras ou de investidores.

Mesmo que a sua empresa atualmente não ofereça soluções de mentoria para os funcionários, saiba que, quando estiver em dúvidas sobre o rumo que a sua carreira irá tomar, você pode procurar um mentor por conta própria! Ter um mentor será de grande valia para te ajudar a enxergar em um plano geral a sua situação atual e, com as dicas certas, traçar o caminho para crescer profissionalmente.

Quem pode ser um mentor

O termo “mentor” não é jovem, existe há bastante tempo, mas somente há dois ou três anos ele começou a ganhar força, sendo difundido no âmbito empresarial. O dicionário classifica como mentor a “pessoa que serve a alguém de guia, de sábio e experiente conselheiro.”

Um mentor deve ser um guia que usa de sua vivência para dar os melhores direcionamentos. Para ser um bom mentor é preciso estar disposto a ajudar pessoas que passam por alguma dificuldade e ter paciência para dialogar com elas.

Para o mentor, também é importante exercitar a prática de ouvir a fim de entender as dores do mentorado. A mentoria requer contato e envolvimento, é preciso estar disposto a compartilhar as experiências pessoais que podem servir de guia na busca de soluções para os desafios enfrentados pelo mentorado.

As pessoas que ocupam o título de mentores são aquelas com uma trajetória de sucesso. E por sua trajetória, os mentores entendem a fundo um determinado assunto, inspiram, e influenciam na tomada de decisão dos profissionais.

Vale lembrar ainda que por mais que normalmente as pessoas associem o mentor à figura de alguém mais velho e em um cargo de destaque, o mentor não necessariamente precisa estar nessa posição. Hoje já é possível encontrar jovens profissionais, com três a oito anos de carreira, oferecendo mentoria a profissionais sênior em um processo chamado mentoria reversa. Nele a ideia é que o pensamento ainda jovem, ágil e criativo, possa servir como um guia e inspire os profissionais a seguirem no rumo da inovação, da simplicidade e da leveza no modo de trabalhar.  

Onde você pode encontrar um mentor

1. Comece procurando em sua própria empresa

Seu chefe e seus colegas de trabalho não devem ser seus mentores, pois não deve haver vínculos empregatícios entre o mentor e o mentorado. Porém, algumas empresas possuem programas de mentoria que costumam ser disponibilizados principalmente para a formação de lideranças. Procure saber mais sobre o assunto, averiguando se a sua empresa dispõe de mentores para auxiliar seus colaboradores e tente fazer parte desse movimento.

2. Busque mentores em eventos presenciais

Eventos e workshops presenciais são ótimos momentos para ampliar o seu networking. Além da proposta de disseminar conhecimento, os eventos empresariais costumam promover o encontro de pessoas com interesses em comum, e é aí que entra a busca por um mentor.

Não fique de olho apenas nos palestrantes, muitas vezes eles possuem uma agenda lotada e a dificuldade para encontrar um tempo para mentoria pode aparecer. Conheça o máximo de pessoas possíveis no evento, faça networking, troque cartões, busque pessoas que podem te inspirar e marque uma conversa com elas.

3. Recorra a empresas especializadas

Existem no mercado algumas empresas especializadas que recebem pedidos de mentoria e indicam os profissionais que serão mais adequados ao seu perfil de mentorado. Buscar essas empresas pode ser uma solução caso você esteja tendo dificuldades de encontrar um mentor por si só.

Porém, vale o alerta: tenha cuidado com os charlatões que estão espalhados pelo mercado. Antes de começar o processo de mentoria, busque conhecer a fundo o seu mentor, procurando saber sobre o seu passado e a sua trajetória profissional. Escolha um mentor que te inspire e tenha uma trajetória parecida com a que você deseja trilhar.

Aqui na Penser, por exemplo, nós trabalhamos para oferecer mentorias com os melhores profissionais do mercado e garantimos que haja um alinhamento entre as expectativas e objetivos do mentorado, com a experiência do mentor. Se quiser conhecer mais sobre nossos serviços e como podemos te ajudar, basta solicitar uma consultoria gratuita ou navegar por nosso site para conhecer mais do que oferecemos.

4. Teste a nova ferramenta de mentoria do LinkedIn

O LinkedIn começou a testar uma nova feature, o “Aconselhamento profissional“. A funcionalidade atua como uma espécie de mentoria, te conectando com profissionais que tenham experiência em cargos ou assuntos nos quais você deseja se especializar.

Imagine que o seu objetivo seja desenvolver a sua liderança em uma empresa de Marketing Digital. O próprio LinkedIn fará a conexão entre o seu objetivo e as pessoas que tenham experiência no assunto, te mostrando os perfis encontrados para você, quais são as experiências desses profissionais e uma pequena frase que resume no que o profissional está disposto a te aconselhar.

O mais bacana do “Aconselhamento Profissional” do LinkedIn, é que você pode usar uma rede social para fazer de maneira automática, o trabalho que leva mais tempo para ser feito: encontrar um profissional que tenha uma carreira relacionada com os seus objetivos.

Como funciona a mentoria e por onde começar

Assim como o mentor deve ser capaz de ouvir seu mentorado, o contrário também deve acontecer. É preciso que você, como mentorado, faça o exercício de ouvir e assimilar bem todas as dicas que o seu mentor lhe der. É no ouvir que está o maior valor de uma mentoria, pois é escutando e compreendendo bem os conselhos recebidos que você obterá maior conhecimento para crescer como profissional.

O mentor também será o responsável por te ajudar a alcançar os seus objetivos, mesmo que no início você não tenha metas profissionais claras. Esta é outra etapa da mentoria: conseguir, por meio da ajuda de seu mentor, ter uma visão de sua atual situação profissional para traçar metas e objetivos de carreira.

Se você tem dificuldade nesse sentido, temos um material que pode te ajudar: a planilha para definição de metas. Vale a pena conferir!

Além disso, o mentor também servirá como uma inspiração. Você deve prestar atenção não só em suas falas, como também em suas atitudes. “O que o meu mentor faria se estivesse no meu lugar?”. No começo, a ideia é que você realmente copie algumas atitudes, para que, durante o processo de mentoria, você vá dando forma a sua própria maneira de lidar com adversidades. Com o histórico do seu mentor, você pode até cometer novos erros, mas não vai cometer erros antigos.

O processo da busca por um mentor não é tão complexo como parece. Após seguir as dicas do tópico anterior, no qual explicamos os locais nos quais procurar por um mentor, é preciso estabelecer o primeiro contato.

Após o contato inicial, quando você irá expor o seu desejo de ser mentorado, vocês partirão para um segundo contato. Dessa vez, o mais provável é que marquem uma reunião, seja ela presencial ou uma videoconferência. Nessa reunião, vocês devem se conhecer melhor e estabelecer objetivos.

Como em muitos casos os mentores são pessoas de grande sucesso profissional, ocupando cargos de diretoria, por exemplo, eles serão capazes de compartilhar informações para enriquecer a carreira do mentorado, explicando os riscos, vantagens e desvantagens durante o processo de ascensão da carreira.

Além disso, durante o processo de mentoria, mentor e mentorado poderão discutir temas como plano de carreira, o desenvolvimento do mentorado dentro da empresa que atua e maneiras de melhorar as relações dentro e fora da organização – estabelecendo networking.

Quando é indicado que você busque por mentoria e qual a sua importância

Pense no seu cargo dos sonhos, ou quem sabe, na empresa que você quer construir. A mentoria é importante, pois ela te aproxima de um profissional sênior, que pode ter andado pela mesma estrada profissional que você deseja andar, na mesma área e setor, e o melhor, que conseguiu chegar onde você quer chegar.

É mais comum que, no mundo empresarial, os empreendedores sejam as pessoas que mais buscam auxílio de mentores, já que precisam desenvolver as suas empresas rapidamente e nada melhor do que a ajuda de alguém que já passou pelos mesmos problemas, mas conseguiu superá-los, para que o desenvolvimento aconteça.

Porém, se você ainda não é um empreendedor, mas deseja conselhos para crescer em sua carreira e alcançar o cargo dos sonhos, a mentoria também é para você! Utilize as nossas dicas de onde encontrar um mentor a fim de achar a pessoa certa para ser o seu guia. Busque por alguém que já tenha trilhado um caminho parecido com o que você deseja trilhar e essa pessoa saberá te dar os melhores conselhos, te ajudando a “chegar lá”.

Conclusão

A função da mentoria é o desenvolvimento constante do mentorado por meio do compartilhamento de experiências. Entenda que a mentoria irá te ajudar a alcançar as suas metas de maneira mais específica, já que os conselhos do mentor serão focados em seus objetivos com base em sua carreira. Como os conselhos são bastante específicos, você estará absorvendo apenas dicas que são realmente úteis para você e, consequentemente, a evolução será visível em poucos meses.

Se você chegou até aqui, já deve estar ciente que a mentoria é um processo essencial para que você cresça dentro da sua área. Então, não perca nem mais um segundo que poderia estar sendo usado para acelerar o seu crescimento profissional, e comece já a procurar por um mentor! E não esqueça de que a Penser pode te ajudar nesse processo. Solicite uma consultoria de carreira gratuita, veja por onde começar e as melhores opções para você!

consultoria de carreira personalizada

Fechar Menu