Os universos offline e online não estão dissociados: bom senso, sempre!

*Por Lígia Braga

Quem nunca viu alguma ação nas redes sociais que considerou desapropriada? Fotos, pensamentos, conversas pessoais que acabam se tornando públicas em um espaço de compartilhamento que disponibiliza para um número enorme de pessoas informações que muitas vezes dizem respeito a apenas um pequeno grupo social.

Partindo do básico: os universos offline e online não estão dissociados. Portanto, zele pela sua imagem na web da mesma maneira que você procura fazer no seu dia a dia. Esses detalhes são importantes e fundamentais na construção da sua marca pessoal.

É preciso estar alerta e sempre identificar práticas que possam ser inaceitáveis pelo mundo corporativo, não diretamente proibindo ações, mas buscando prevenir que sua imagem pessoal seja afetada. Evitar exposição desnecessária e ter consciência do que está sendo enviado é essencial.

Pense que clientes, colegas de trabalho e parceiros de negócios estão constantemente observando sua atitude pessoal e profissional. Para o seu próprio bem e da instituição da qual você faz parte, procure evitar divulgar nas redes sociais pensamentos depreciativos do cotidiano de sua função e dos colegas, mantendo a postura profissional esperada. Cuidado para não divulgar detalhes estratégicos e informações confidenciais sobre seu trabalho, que estarão ao alcance de todos.

Além disso, piadas e comentários de natureza preconceituosa devem ser considerados dispensáveis.

Ao compreender que as redes sociais são espaços de compartilhamento de ideias e interação, é interessante manter a participação de uma maneira positiva. E, para manter uma conduta mais adequada em tempos de pessoas tão conectadas, o valor mais interessante para reflexão ainda é o bom senso.

Lígia Braga escreveu o artigo a pedido da Penser. Acompanhe o trabalho dela:
https://www.facebook.com/ligiabraga
@ligiabragac

 

Fernando Pacheco

Mineiro, animado e bom leitor. Formado em Comunicação pela PUC-MG, MBA em Gestão de Pessoas e Graduado em GRH. Head of Pre-Sales na Samba Tech, proprietário da Penser e sócio da Life. E o mais importante, padrinho do Mateus. É isso aí...