Como pedir um aumento de salário? Tomar essa atitude (e conseguir o objetivo) parece uma tarefa relativamente complicada para muita gente. E com razão. Afinal, esse pedido envolve, além das suas expectativas e das da empresa, uma boa capacidade de negociação, inteligência emocional, contextualização, e fica ainda mais complexo por conta do fator dinheiro! Porém, não precisa suar frio e ficar com medo de nunca conseguir. Com a preparação e os argumentos certos, é bastante possível fazer isso acontecer!

Mas afinal de contas, como é essa preparação e quais motivos eu posso apresentar para justificar o pedido de aumento?

Muita coisa varia de empresa para empresa (e de chefe para chefe), mas existem alguns pontos que geralmente são unânimes e nos quais os especialistas de gestão e recursos humanos concordam. Existem alguns momentos que são mais adequados do que outros quando o assunto é pedir um aumento e também alguns pontos que podem deixar a situação menos tensa e mais favorável a sua solicitação.

A seguir, vamos falar sobre tudo isso. Anote as dicas e prepare-se para começar a ganhar mais!

Ah, e se antes você quiser saber se realmente tem chance de conseguir esse aumento, dê uma olhada em nossa calculadora de probabilidades! É gratuito e confiável.

Como pedir um aumento de salário: os 4 melhores momentos

Ao contrário do que possa parecer, existem algumas situações que são bastante propícias à um pedido de aumento salarial. Confira algumas delas!

1. Quando você assumir um grande desafio que lhe for atribuído

Quando você é convidado a assumir uma nova responsabilidade,  como substituir alguém que lhe era superior, tem diante de si um momento perfeito para falar sobre o seu salário. Liz Ryan, fundadora e CEO da Human Workplace, diz que um novo papel com novas funções é o momento perfeito para pedir um aumento. “Você pode conversar com seu chefe sobre um aumento de salário se você assumiu uma grande nova responsabilidade que faz a organização ganhar mais dinheiro ou se você consegue cortar custos para eles. Se alguém for demitido ou tiver saído de alguma forma, e você assumir as funções desse profissional, você tem um momento certo em mãos”.

2. Quando você acaba de terminar um grande projeto com sucesso e está prestes a assumir outro grande projeto (ou se você está sempre performando muito bem)

Quando você acabou de experimentar um triunfo no trabalho e está conversando com seu chefe sobre a próxima colina para escalar, tem uma outra boa oportunidade para conversar sobre o seu plano de compensação. Simples assim.

Contanto que você possa apresentar resultados sólidos e ter algo que prove que realmente seu trabalho vale a pena, incluindo suas contribuições constantes para a empresa, então você tem uma boa chance de ter sucesso ao pedir um aumento.

3. Três meses antes da sua revisão anual

Se você está buscando conseguir um aumento de salário junto com sua revisão anual de desempenho, você tem que fazer isso de forma inteligente. Isso significa, basicamente, que você precisa abordar o tema em média 12 semanas adiantado. Dessa forma, seu gerente pode considerar o seu pedido e, se a empresa concordar com o seu argumento para um aumento de salário, ela terá tempo de conseguir a aprovação.

Só não vale pedir o aumento antes e ter uma queda de performance no intervalo de espera, hein?! Lembre-se de que nesse momento você estará ainda mais sob observação. 

Estes dois exercícios descritos neste outro artigo do Blog podem te ajudar a manter a produtividade nesse período. Confira!

4. Se você está realmente subvalorizado financeiramente

Se você está ganhando menos do que a média salarial para sua profissão no mercado, tem em suas mãos um bom motivo para pedir um aumento – e conseguir. Mostrar para seu chefe e sua empresa que você está ganhando menos do que deveria e merece, pode ser uma boa forma de ter seu salário revisto.

Porém, se esse vai ser o seu argumento, lembre-se de que aqui não cabem achismos. Mostre os ganhos médios para sua posição com base em pesquisas de mercado e sites comparativos confiáveis e apresente também o seu resultado e realizações recentes.

Dicas para convencer no momento do pedido

Agora que você já conhece as melhores oportunidades para abordar o assunto do aumento salarial, vale conferir também algumas dicas do que fazer e do que não fazer quando estiver cara a cara com o chefe em cada momento.

1. Reúna e apresente dados sobre seu desempenho e suas conquistas recentes

Apesar de existirem outros fatores que também são fundamentais para se conseguir um aumento (como tempo de casa, quantidade de tarefas e sua formação), o seu desempenho é o mais importante deles. Por isso, você precisa saber exatamente quais foram suas conquistas nos últimos tempos e mostrar o impacto de cada uma delas para a empresa de forma clara e verdadeira.

Na hora da conversa, tenha dados sólidos do quanto seu trabalho fez a companhia lucrar ou economizar e mostre também o valor de suas ações em termos de cultura e manutenção do clima interno. Isso vai ajudar a provar o valor do seu esforço para a organização e deixará seu chefe mais suscetível a te conceder o tão sonhado aumento.

2. Não faça chantagens

Dinheiro é um assunto bastante delicado e por isso sua abordagem ao pedir um aumento precisa ser feita de forma cautelosa e sempre pautada por fatos concretos e que você pode provar.

Quando há dinheiro envolvido, as empresas normalmente olham para ele de um ponto de vista estratégico, de negócios/números, e por isso todos os sentimentos devem ser reservados. Nada de chantagem ou emoções à flor da pele. Isso não funciona e ainda pode te deixar em uma situação complicada na organização.

Até mesmo comunicados de propostas de outras empresas devem ser feitos com cuidado para que não pareçam chantagem.

3. Fale com seu chefe em um local e horário adequado

Trazer o assunto “grana” no momento errado pode ser um assassinato à sua carreira. Se um pedido de aumento vier em uma hora ruim e o seu chefe não estiver receptível a ele naquela hora, você pode aniquilar suas chances de conseguir o aumento – pelo menos em um futuro próximo. Portanto o ideal é achar o momento perfeito.

Na primeira parte do texto nós citamos algumas situações em que pode ser uma boa pedir um aumento. Se você identificou alguma delas e vai conversar com o chefe sobre o assunto, o ideal para ter sucesso é seguir alguns outros passos:

  • Marque uma sala e horário para falar sobre o assunto. Jamais faça isso no meio do corredor ou em uma situação informal, como um almoço.
  • Tente escolher um período em que normalmente seu chefe está mais bem-humorado. Algumas pessoas ficam mais receptivas pela manhã, enquanto outras estão mais tranquilas a noite.
  • A empresa está em uma semana complicada, tendo que lidar com um cliente insatisfeito ou resolvendo uma situação emergencial? Melhor adiar o assunto. Provavelmente seu chefe vai estar nervoso e estressado e isso não o tornará receptivo ao seu pedido.

Ninguém melhor do que você para conhecer sua empresa e seus superiores. Aproveite isso!

4. Vá direto ao ponto

Conseguiu marcar uma reunião em um excelente horário, tem todos os argumentos e vai pedir o aumento? Então vá direto ao ponto!

O tempo de seus superiores (e o seu também) é precioso e ficar enrolando não vai te ajudar – pelo contrário, muita “encheção de linguiça” pode abrir brechas para questionamentos para os quais você não estava preparado e jogar toda a sua estratégia pelo ralo.

Portanto, seja breve e transparente.  

5. Saiba negociar

Mesmo com seus argumentos e seu excelente desempenho, pode ser que no momento a empresa não esteja preparada para oferecer um aumento do tamanho que você gostaria. Diante disso, é importante manter a calma e estar preparado para negociar.

Se no final das contas você ainda assim não conseguir o que quer, é importante entender o que a empresa espera que você entregue para seu objetivo financeiro seja alcançado. Alinhamento de expectativas é tudo! Às vezes você só precisa subir mais um degrauzinho para chegar no patamar que quer e seus gestores podem te ajudar nisso.

6. Tenha dados sobre o mercado

Em outros pontos do texto, nós já enfatizamos a importância de trabalhar com dados concretos sobre seu desempenho e outros pontos da sua carreira. Da mesma forma, é importante ter dados sobre o mercado para que você consiga comparar sua atual situação com a dos colaboradores em outras empresas.

Se seu desempenho é superior à média de outras companhias, ou se você recebe menos do que o normal em seu mercado – situação sobre a qual já falamos – pode usar isso como mais um argumento para provar que você precisa de um aumento.

Nesse caso, tome cuidado apenas para que sua abordagem não seja demasiado agressiva e para que seu discurso não pareça chantagem.

7. Não use motivos pessoais

Sua próxima viagem de família ou a festa de 18 anos do seu filho não são motivos plausíveis e suficientes para que sua empresa te dê um aumento. Como já citamos, quando o assunto é dinheiro, as companhias agem de forma racional e estratégica, pensando na relação entre investimento e retorno, e por isso você não deve usar razões pessoais para pedir a revisão do seu salário.

Em vez disso, mostre com dados e números o quanto você já colabora para a empresa e como ainda pretende colaborar muito mais.

Conclusão

Pedir um aumento de salário é algo delicado e que pode deixar muita gente com aquele “frio na barriga”. Porém, se você identificou um momento de oportunidade e tem os argumentos certos, não tem motivos para evitar essa situação.

Se você é um bom profissional e pode provar isso, o reconhecimento virá. Se ele não vier, talvez seja a hora de você buscar novas oportunidades de crescimento em um outro local.

E então? Gostou do artigo? Deixe seu comentário aqui!

E se você quer ser um profissional cada vez mais bem sucedido, alcançando seus objetivos rapidamente, uma consultoria de carreira pode te ajudar muito! Clique aqui, preencha o formulário e receba uma orientação gratuita de um de nossos especialistas.

consultoria de carreira personalizada

Fechar Menu