Antes de começar a leitura deste artigo, reflita sobre o seguinte: você costuma executar as suas tarefas fazendo tudo com antecedência ou deixando as coisas para a última hora? Se a sua resposta para a pergunta tendeu para segunda opção, você deve repensar como anda o seu senso de urgência! Acontece que, apesar de saber quais tarefas devem ser executadas e quais são os prazos para as tarefas serem entregues, provavelmente você ainda leva um tempo excessivo para terminá-las.

E mesmo que esse não seja um problema para você e que você consiga administrar as suas tarefas sem problemas, pode ser que a sua equipe esteja com dificuldades nisso e precise exercitar o senso de urgência.

Neste artigo separamos algumas dicas que vão te ajudar a melhorar o seu senso de urgência e também o de seus liderados.

O que é senso de urgência?

De forma sucinta, o senso de urgência é o tempo que cada pessoa leva para começar a executar uma ação. O senso de urgência não diz respeito apenas ao ambiente de trabalho, ele pode ser aplicado desde a uma ação pequena, como quitar a conta de luz, até as decisões mais importantes relacionadas a carreira.

Uma pessoa proativa é um exemplo de indivíduo com senso de urgência diferenciado, pois ela consegue se atentar as demandas que estão por vir antes mesmo que alguém lhe peça algo. Já quando o caso é de alguém que se acomoda, podemos notar que é baixo o senso de urgência, uma vez que a pessoa demora a tomar atitudes importantes.

Muitos podem ter a impressão de que possuir senso de urgência é fazer as coisas de maneira desesperada e sem planejamento, o que causa estresse e faz com que decisões valiosas sejam tomadas sem um pensamento cuidadoso. Porém, o senso de urgência está no contrário: é tomar decisões de maneiras pensadas, correndo riscos que sejam previamente calculados. Além disso, ter senso de urgência é perceber que haverão falhas no caminho, mas que elas devem ser corrigidas imediatamente e devem servir de aprendizado!

Qual a importância do senso de urgência no dia a dia de trabalho?

Por vezes você já deve ter se encontrado em uma encruzilhada, com várias tarefas para entregar, pouco tempo para executá-las e sem saber por onde começar. São nessas horas que ter o senso de urgência bem desenvolvido se torna tão importante, pois ele te ajudará a pensar nas prioridades, organizar as suas tarefas e conseguir entregar o que for mais importante antes.

1. O senso de urgência vai te ajudar a eliminar os elementos que sabotam as suas entregas

Um profissional pode não conseguir entregar no tempo certo o que lhe é solicitado por vários motivos. Entre eles estão a insegurança, o medo, o comodismo, a falta de autoconfiança ou de autoestima, ou o péssimo comportamento de dar ouvidos a pessoas que estão cheias de negatividade em suas falas.

Da mesma maneira que esses elementos sabotadores são criados, eles podem ser destruídos. É preciso ser capaz de enxergar as suas qualidades e isso só vai acontecer com o autoconhecimento. Se conheça e se torne consciente da força que tem! Desenvolvendo o senso de urgência, você será capaz de passar por cima do que te sabota e de fazer entregas incríveis.

2. O senso de urgência vai te ajudar a ter organização para agir

Sem um planejamento não há estratégia. Sem estratégia, tudo perde o sentido. Faça o exercício de colocar no papel todas as tarefas que você deseja realizar. Pense bem sobre cada uma delas e marque as entregas que terão mais impacto para a empresa que você faz parte ou para a sua vida. São as tarefas de maior impacto que você deve realizar primeiro.

Além de organizar as suas tarefas, organize também o seu ambiente de trabalho e os seus processos. Evite ao máximo trabalhar em meio ao caos. Mesmo que pareçam detalhes insignificantes, organizar a sua mesa e o seu computador, por exemplo, te ajudarão a encontrar mais facilmente as ferramentas de que você precisa para terminar um trabalho.

3. O senso de urgência vai te ajudar a tomar cuidado com o perfeccionismo

Você sabia que o perfeccionismo também pode ser uma atitude negativa?

Fazer as suas tarefas da melhor maneira possível e com atenção aos detalhes é algo muito positivo, pois é louvável o ato de dar o seu melhor em tudo o que você faz. Porém, quando o comportamento se torna excessivo e a necessidade de fazer algo perfeito passa a ser um impeditivo para que um projeto saia do papel, algo está errado.

Com o desenvolvimento do senso de urgência, você perceberá que em muitos casos é impossível atingir a perfeição, por isso é melhor começar a desenvolver suas tarefas e ir progredindo a qualidade delas ao longo do tempo do que esperar as circunstâncias perfeitas para começar. Comece já!

Como desenvolver o senso de urgência – em você e na sua equipe

Se você chegou até aqui, já sabe da importância de se ter senso de urgência e como isso pode ser um diferencial na sua carreira. Com isso em mente, neste tópico vamos te ensinar a como desenvolver, de maneira prática, o senso de urgência em você e em sua equipe.

1. Saiba priorizar

É muito comum que, em qualquer empresa, a realidade seja a de existir mais trabalho do que o tempo necessário para executá-lo. Por isso é tão importante manter uma rotina de priorização.

O senso de urgência se aplica na capacidade de priorizar o que é mais urgente em ser feito. A frase parece óbvia, mas muitos colaboradores ainda não conseguem aplicar a priorização em suas rotinas no trabalho. Se esforce primeiro nas atividades que são mais importantes, uma vez que você não enxergará grande impacto ao entregar rapidamente atividades que não agregam valor.

2. Conheça os impactos do seu trabalho

É complicado existir senso de urgência se uma pessoa não sabe quais são os impactos das atividades que ela entrega. Entenda no que a realização das suas atividades impacta na empresa da qual você faz parte ou em seu dia a dia e, se você estiver em um cargo de liderança, saiba deixar isso claro para os seus liderados. É preciso ser capaz de entender com clareza os efeitos negativos de um fraco desempenho.

3. Mantenha o ritmo

É comum que em momentos de baixa demanda ou após o retorno de férias ou de uma licença, exista uma perda de ritmo de trabalho. É importante evitar que isso aconteça se mantendo atento e preparado para lidar com prazos apertados.

Como líder, observe o comportamento de seus colaboradores e não deixe que falte demanda a eles, para que estes não caiam em constantes períodos de ociosidade, pois, caso isso aconteça, será difícil trabalhar o senso de urgência quando a ociosidade for substituída bruscamente por uma necessidade de entregas imediatas. Lembre-se sempre de delegar novas tarefas a sua equipe quando as atividades rotineiras estiverem mais lentas.

4. Deixe as desculpas de lado

Para uma pessoa que não possui senso de urgência, tudo pode virar desculpa para adiar uma entrega. Se um trabalho parece que vai atrasar porque você ainda não recebeu um retorno importante, vá atrás do retorno e cobre por ele!

Seja capaz de assumir as suas responsabilidades e ser proativo para correr atrás do que for necessário para entregar um trabalho. Não arranje desculpas para si mesmo nem para a sua equipe.

5. Seja um exemplo

Esta dica vale para qualquer profissional em qualquer posição ou cargo, mas se você é um líder, conseguirá ver de perto a importância de aplicar este comportamento.

Por vezes gestores exigem que suas equipes tenham um senso de urgência apurado, sem dar o exemplo para que isso aconteça. Esse tipo de comportamento pode acontecer de forma inconsciente, por isso é tão importante dar atenção aos detalhes. Entenda que, mesmo que você tenha centenas de coisas para realizar e milhares de e-mails na sua caixa de entrada, quando você demora a responder uma mensagem ou a realizar uma tarefa, seus liderados vão entender que poderão fazer o mesmo e que não é necessário manter um senso de urgência.

Conclusão

O senso de urgência é um diferencial para o desenvolvimento de sua carreira. Saber priorizar de maneira a entregar as tarefas mais importantes primeiro, não procrastinar e dar o exemplo para a equipe são ações muito importantes na jornada que visa o crescimento profissional.

Também é importante refletir que, ter senso de urgência não é trabalhar sob pressão, muito menos induzir a sua equipe a isso, causando estresse aos colaboradores. Como líder, é preciso saber dosar a quantidade de trabalho que será repassada aos liderados, além de ter a capacidade de analisar o impacto que um acúmulo de tarefas pode ter sobre a retenção dos funcionários e a rotatividade da equipe. Não adianta conseguir produtividade sacrificando o bem-estar de sua equipe!

Com isso em mente e seguindo as dicas que te demos neste artigo, você será capaz de desenvolver o seu senso de urgência e, se for o caso, o senso de urgência de sua equipe. A partir desse desenvolvimento, você notará que, não só que os trabalhos serão entregues no tempo correto, como também haverá uma melhora na qualidade das entregas.

Leitura finalizada, aproveite para descobrir como uma consultoria de carreira pode te ajudar a desenvolver esse e outros pontos para que você chegue cada vez mais longe.

consultoria de carreira personalizada

Fechar Menu