Seja no âmbito pessoal, seja no âmbito profissional, existem contextos que podem nos impedir de seguir em frente, de crescer e se desenvolver. Quando eles atuam fortemente em nosso dia a dia, certamente vão nos impedir de conquistar nossos objetivos e até mesmo de nos realizar nas mais diversas frentes de nossa vida. O bloqueio emocional é um desses pontos.

Se você tem algum trauma passado ou não conseguiu superar alguma situação que já aconteceu, existem os riscos de você se limitar para algumas atividades. Por essa razão, existe a necessidade de entender do que se trata esse tema, como é possível identificar se existe bloqueio emocional em sua vida e quais são as formas de evitá-lo ou superá-lo.

Pensando nisso, elaboramos este material para que você tire suas dúvidas. Continue a leitura e saiba mais!

O que é o bloqueio emocional?

Primeiro, é importante entendermos do que se trata o bloqueio emocional. Trata-se de uma defesa do nosso inconsciente para evitar o sofrimento, independentemente de qual seja o contexto (profissional ou pessoal).

Imagine que você está em um campo de guerra e, continuamente, é atingido por algum soldado do lado oposto. No entanto, em determinado momento, encontra uma proteção que vai impedi-lo desses ataques. O bloqueio emocional funciona mais ou menos nesse sentido, mas nem sempre é positivo para o seu desenvolvimento.

Sabemos que é difícil lidar com emoções negativas e com situações que nos machucam. Porém, o bloqueio emocional pode ser um empecilho para as suas conquistas. Entenda: suponhamos que, em algum momento de sua carreira, você tenha presenciado uma situação crítica em seu espaço de trabalho ao dar uma opinião, que era totalmente contra o que pregava a organização.

A partir disso, já em outra empresa, você naturalmente se calava durante os debates, o que impedia de trazer seus pontos de vista e de estimular uma discussão saudável. Ou seja, você vai deixar de trazer o seu potencial por um trauma passado.

Quais são os principais sintomas do bloqueio emocional?

Para identificar o bloqueio emocional, nada melhor do que entender quais são alguns dos seus sintomas, não é verdade? A seguir, elencamos seus principais. Confira!

Evitar situações

Como o exemplo que abordamos mais acima, as pessoas que contam com bloqueio emocional devido a alguma situação passada ou trauma evitam situações, especialmente aquelas que exigem traquejo social. Sempre que houver a necessidade de você se impor e trazer seu ponto de vista. vai se autosabotar. Afinal, existe o medo de as pessoas condenarem as suas opiniões e de isso gerar algum tipo de constrangimento.

Aumento da ansiedade

Além disso, o bloqueio social traz os riscos de aumentar a ansiedade da pessoa, principalmente quando está frente às situações novas. Como vimos, ele parte do inconsciente para evitar sofrimento. Qualquer situação nova, naturalmente, já nos traz algum tipo de medo. Nesse sentido, se você tem receio do que está para acontecer e não sabe lidar com ele, a ansiedade de acontecer algo negativo consequentemente vai aumentar, o que pode provocar outros problemas.

Falta de interesse

Voltando ao exemplo da pessoa que não se interage nos momentos de equipe por um trauma passado. Se você não falar nada naquela reunião e não tem com que contribuir, com o tempo é comum que haja falta de interesse para os mais diversos assuntos. Se isso for percebido pela sua equipe é um risco até mesmo para a sua imagem enquanto profissional, uma vez que a sua credibilidade e potencial poderão ser postos em cheque.

Emoções negativas

Além da ansiedade, há outras emoções negativas que podem ser sentidas constantemente por quem tem bloqueio emocional. Também destaca-se o fato de que você terá mais dificuldades para as tomadas de decisão, uma vez que o medo é maior do que o habitual, o que poderia provocar noites de sono sem qualidade e afetar até mesmo em seus relacionamentos pessoais.

O que pode causar o bloqueio emocional?

Agora que você já sabe do que se trata o bloqueio emocional e quais são os seus principais sintomas, chegou o momento de entendermos sobre o que pode causá-lo. Assim, no momento de identificá-lo, você terá mais facilidades nesse sentido. Entenda!

Problemas de autoestima

Antes de entrarmos no problema de autoestima que pode gerar o bloqueio, vamos entender do que se trata o termo autoestima. Na psicologia, podemos defini-lo como uma avaliação subjetiva que a pessoa tem sobre si mesma. Se essa avaliação é constantemente negativa, logo a autoestima é baixa.

Isso, por si só, já pode desencadear uma série de gargalos para a sua vida que vão além do bloqueio emocional. Entre eles, destacamos a depressão, o surgimento de outras doenças emocionais, ansiedades, fobias, transtornos de aprendizagem, dependências, transtornos alimentares, entre outros.

Mas como é possível identificar se você tem problemas de autoestima e como solucionar? Entenda:

  • foque no autoconhecimento — a partir do momento que você conhece bem a si mesmo, consequentemente tem a oportunidade de entender quais são os empecilhos para o seu desenvolvimento e quais são os pontos que devem ser tratados para que você seja uma pessoa que não impede o próprio sucesso;
  • seja mais realista em relação às expectativas — ter expectativas é positivo, uma vez que vai nos orientar quanto ao caminho que precisa ser percorrido para alcançar os objetivos. No entanto, é preciso que sejamos realistas. Se as expectativas forem muito altas e não alcançarmos esse patamar, o efeito será o contrário e teremos mais decepções do que conquistas;
  • não busque pela perfeição —  o ideal é que possamos aprender com nossos erros para que esses aprendizados sirvam de crescimento;
  • busque apoio profissional — é natural que em alguns casos seja difícil alcançar a autoestima necessária para que a gente não se autosabote. Por essa razão, procure um apoio profissional sempre que necessário.

Vivências anteriores

Como vimos no exemplo acima, uma situação desagradável impediu que a pessoa entrasse em debates e discussões em seu âmbito de trabalho. Sendo assim, um dos fatores que mais contribuem para o bloqueio emocional são vivências anteriores.

Ao longo do material, temos focado bastante no âmbito profissional. Porém, ele não é o único afetado. Suponhamos que você teve um relacionamento muito complicado há algum tempo, cujo término foi bastante traumático. A partir disso, você desenvolveu um bloqueio para se envolver com novas pessoas. Mesmo com alguém que demonstre que seria tudo diferente, você não traz a chance de viver esse momento por receio de repetir tudo o que aconteceu.

Novamente, se trata do bloqueio emocional por vivências anteriores. É o seu instinto impedindo que progrida em uma relação com medo do sofrimento.

Medo da rejeição

A rejeição, certamente, pode nos trazer sofrimento. Para impedi-la, você pode se limitar a fazer algumas atividades, uma vez que isso seria bastante desanimador. O medo da rejeição pode nos impedir de conquistar nossos objetivos, principalmente se eles forem mais ousados.

Exemplo: se você tem a intenção de se tornar líder de sua equipe, existem os riscos de não tentar o cargo por receio de não se dar bem com as pessoas lideradas ou de não ser considerado apto para um cargo de maior complexidade.

Como a inteligência emocional contribui nesse sentido?

Sendo assim, é essencial que você desenvolva a inteligência emocional. Trata-se de um conceito da psicologia que define a capacidade de as pessoas lidarem com suas próprias emoções.

Entre os benefícios de desenvolvê-la, destacamos:

  • a oportunidade de reconhecer as próprias emoções;
  • a possibilidade de saber manejá-las;
  • automotivação para as mais diversas frentes de sua vida;
  • ter mais empatia com as pessoas à sua volta;
  • saber se relacionar com amigos e colegas, entre outros.

Para desenvolvê-la, algumas práticas podem ser adotadas:

  • observe e analise seu próprio comportamento para identificar possíveis pontos de melhoria;
  • saiba dominar suas emoções;
  • aprenda a trabalhar as emoções negativas;
  • aumente a autoconfiança;
  • aprenda a lidar com a pressão;
  • coloque em prática a resiliência.

Neste conteúdo, você pôde entender o que é o bloqueio emocional, quais são os riscos que ele traz para a sua vida, além de conferir como é possível identificá-lo. Como vimos, ele pode prejudicar tanto o lado pessoal quanto o profissional. Se você tem algum tipo de bloqueio, certamente pode se limitar a crescer e alcançar outro patamar em sua vida, o que seria bastante desmotivador.

Também é indicado que você continuamente conte com mentorias. Se você quer saber como funciona, entre em contato com a gente, converse com nossa equipe e conheça a Penser!

Deixe um comentário