Independentemente de qual seja o seu objetivo, é sempre positivo buscar novas ideias e temas inspiradores. Porém, nem sempre uma pessoa sozinha consegue chegar até a melhor proposta. Portanto, o ideal seria juntar mais colaboradores e realizar uma reunião de brainstorming para que todos possam trazer suas percepções e optar por um melhor caminho.

Para que o resultado dessa prática seja usufruído com maior eficiência, existem algumas boas práticas que devem ser consideradas por parte dos membros de uma equipe. Pensando nisso, elaboramos este material para que você confira mais detalhes sobre o que é o brainstorming, quais são os diferenciais de adotá-lo no dia a dia de seu time, bem como dicas para que ele seja feito da melhor maneira.

Quer saber mais? Continue a leitura e tire suas dúvidas!

O que é o brainstorming?

Primeiro, é importante entendermos no detalhe sobre o que é o brainstorming. Trata-se de uma técnica em que as pessoas vão compartilhar suas ideias de forma espontânea, com o objetivo de gerar insights e escolher o melhor caminho a ser seguido para determinada solução.

Exemplo: suponhamos que a sua empresa está prestes a lançar um produto. Porém, a divulgação ainda não está planejada e todo o time deseja que ela seja criativa, utilize o tom de voz da marca e ao mesmo tempo possa gerar conversões de vendas para essa nova solução.

No entanto, o time de marketing está perdido sobre o que, de fato, seria uma ideia criativa e inovadora que alcançasse os objetivos apresentados. É aí que entra o brainstorming. O time vai reservar um momento para que todas as pessoas possam trazer suas ideias e, ao final, sair de lá com uma estratégia mais clara sobre o que deve ser feito e quais seriam os próximos passos.

Porém, para que consiga alcançar esse patamar, é preciso que ele seja completamente livre de críticas. Não existe ideia ruim nem ideia boa. De qualquer proposta apresentada é possível tirar um insight que possa ser transformado em uma ação de muita qualidade.

Outro ponto importante: a liberdade de ideias proporcionada por uma reunião de brainstorming não pode ser confundida com falta de foco. Mais adiante, explicaremos sobre as boas práticas.

Quais são os diferenciais de aplicar o brainstorming?

Agora que você já sabe no detalhe o que significa o brainstorming e quais são os seus objetivos, vamos apresentar brevemente alguns dos principais diferenciais. O primeiro deles é a produtividade da equipe. Voltando ao exemplo que apresentamos mais acima. Sem aplicar a técnica, existia o risco de o time de marketing ficar travado nas etapas mais importantes da estratégia de divulgação, que é trazer ações concretas sobre o que deve ser feito.

Por meio dessa prática, as chances de sair da reunião com todo o processo traçado e as principais ações elaboradas aumentam significativamente, o que contribui para a produtividade de todo o time. Além disso, vai estimular a interação das pessoas, de modo que elas tragam boas ideias e possam conversar entre si sobre as soluções propostas, refletindo em um clima organizacional mais positivo.

Consequentemente, profissionais estarão mais satisfeitos de exercerem as suas funções, o que reduz o turnover e o absenteísmo.

Estímulo ao trabalho em equipe é outro diferencial proporcionado pelo brainstorming, justamente por todos os pontos já mencionados. Por fim, a efetividade dos times aumenta, o que resulta em mais oportunidades para as áreas.

Quais são as principais regras de um brainstorming?

Para aumentar a efetividade do brainstorming, é importante ficarmos por dentro sobre as suas principais regras. Se elas não forem seguidas, existem os riscos de um bom insight ser deixado de lado, o que comprometeria todo o objetivo que a reunião tem para a equipe e para a empresa.

Primeiro, é importante ter em mente de que não há uma quantidade certa de ideias que deve ser colocada no papel para ser destrinchada. O mais importante é estar atento às qualidades dessas propostas, bem como analisar o que pode ser feito a partir daqueles pontos apresentados.

Entre as boas práticas, destacamos principalmente a necessidade de evitar críticas ou comentários negativos. Por que isso deve ser levado em conta? Se uma pessoa se sente constrangida ao apresentar a sua solução, dificilmente ela voltará a participar da conversa. Isso limita a vinda de boas ideias para a organização, sendo outro fator que comprometeria o objetivo de um brainstorming.

Além disso, é indicado que ideias fora do comum sejam apreciadas. Se algo for muito fora da realidade de seu negócio, analise quais são as alternativas mais viáveis de acordo com o seu contexto. Também é preciso que as ideias mais relevantes sejam combinadas, de modo que os planos de ação a serem traçados fiquem mais claros depois que o momento for encerrado.

Por fim, é sempre importante que a pessoa que coordenou o brainstorming deixe claro quais foram os seus efeitos positivos. Isso certamente vai estimular que a prática seja adotada com mais frequência, além de contribuir para que profissionais fiquem motivados a partir desses momentos.

O que não pode ser feito em um brainstorming?

A seguir, selecionamos alguns dos pontos que não podem ser feitos em um brainstorming, uma vez que atrapalha os resultados que ele traria para o time. Veja!

Criticar as ideias dos outros

Como mencionamos, a crítica às ideias dos outros é o principal ponto que deve ser evitado em um brainstorming. Além disso, uma proposta nunca pode ser deixada de lado de imediato. Afinal, de uma solução completamente inovadora e fora do padrão podem surgir bons insights, trazendo benefícios tanto para a empresa quanto para o time.

Interromper o fluxo do brainstorming

Outro ponto que merece muita atenção no momento de fazer um brainstorming está relacionado ao tempo. Se o espaço da agenda dos participantes estiver apertado, é melhor deixá-lo para outro dia. Interromper o fluxo de ideias pode ser muito prejudicial para os resultados, pois, ao retornar, dificilmente todos lembrarão como era o caminho das ideias que estavam sendo debatidas naquele momento.

Nesse sentido, o ideal é que selecione o período que dê para que todas as pessoas possam trazer e discutir suas percepções e só saia daquele encontro depois que o projeto em questão já estiver traçado.

Apenas uma pessoa falar

Precisamos sempre levar em consideração que o brainstorming é um momento em que todos devem trazer suas percepções. Caso contrário, se tornaria em uma palestra. Por essa razão, a pessoa que estiver coordenando o momento, é importante ter um cuidado especial para que a conversa não se concentre em apenas um colaborador. Todos que estiverem participando devem trazer suas percepções e debater diferentes tipos de ideias.

Não levar o brainstorming adiante

O brainstorming não pode ser enxergado como apenas um momento em que ideias serão debatidas, mas sem sair do papel. É importante que as pessoas saiam dele sabendo quais são os próximos passos, uma vez que isso refletirá nos resultados da empresa como um todo e na performance do time.

Portanto, ao discutir as propostas trazidas ali, já comecem a pensar como isso seria aplicado no projeto em questão. Também indicamos que tenha momentos depois do brainstorming para que as pessoas possam apresentar a evolução das ideias e linke o que foi discutido com o que está sendo aplicado.

Dessa forma, todos vão conseguir enxergar como aquela reunião de fato trouxe resultados para a produtividade do time, além de ser uma forma de incentivar que outras pessoas realmente se preocupem em levar ideias em outros momentos.

E então, o que achou de conhecer um pouco mais sobre o brainstorming? Agora que você já sabe o que é e quais são as melhores práticas, indicamos também que tenha uma mentoria para trazer outras ideias para esse importante momento da sua empresa. Assim, as chances de usufruir dos benefícios apresentados aumentam consideravelmente.

Por isso, convidamos você a conhecer a Penser e os serviços oferecidos por nós. Entre em contato com a gente e vamos bater um papo!

Deixe um comentário