Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7
lider pela primeira vezPowered by Rock Convert

Quem quer se candidatar para uma vaga no mercado de trabalho precisa saber como fazer um bom currículo. Por mais que seja um processo um tanto trabalhoso e que demanda tempo, um currículo bem feito pode ser a diferença que falta para garantir aquela vaga de emprego.

Importante lembrar que não existe uma fórmula secreta para montar o currículo perfeito. Mas é necessário planejamento, não ter pressa nem fazer de qualquer jeito.

O que é um currículo?

O currículo é quase um resumo de sua trajetória e experiência profissional, incluindo seus esforços, por onde passou e aonde quer chegar.

Para saber como fazer um bom currículo, deve-se considerar três características: verdadeiro, eficiente e simples. Podem parecer pouco, mas esses três conceitos vão conferir mais credibilidade ao seu currículo e colocá-lo à frente dos demais.

Verdadeiro

A verdade é um princípio básico que não pode faltar em um bom currículo. O segredo é buscar pelo equilíbrio. Não coloque habilidades que não tem ou aumente as que já tem (como dizer que seu inglês básico é fluente, por exemplo). Não é difícil descobrir mentiras como essas. Por outro lado, não deixe de mencionar suas qualidades e talentos, pois podem fazer toda a diferença no processo seletivo.

Eficiente

Monte um currículo que seja eficiente. Para isso, apresente as informações de forma simples e direta, contendo tudo que o recrutador precisa saber sobre você, sua experiência profissional e algo que esteja relacionado com a vaga em questão.

Simples

Não tem segredo, é exatamente isso que você leu. Faça um currículo simples. Quem vai ler seu currículo já tem muita coisa para fazer e não pode (nem quer) perder tempo lendo páginas e páginas de informações desnecessárias. Portanto, vá direto ao ponto. 

Para entender mais sobre como fazer um currículo eficiente e simples, veja a dica abaixo:

Montes seu currículo em tópicos

Segundo a Harvard Business Review, um empregador médio leva sete segundos para ler um currículo. Essa informação só reforça a ideia de que conquistar uma vaga no mercado de trabalho é uma disputa cada vez mais acirrada. Muitos recrutadores recebem dezenas, senão centenas, de currículos todos os dias.  

Para conseguir ler, aproveitar e discernir seu currículo, é preciso que as informações estejam bem dispostas e organizadas. Currículos bagunçados e difíceis de entender são praticamente eliminados, mesmo se tiverem experiência e boas referências. O ideal, portanto, é optar por fazer um currículo em tópicos. Dessa maneira, as informações ficam mais sistematizadas e fáceis de ler.

Montando o currículo

Muitos, em busca de entender como fazer um bom currículo, acabam caindo na tentação de inovar. Contudo, a não ser que sua linha de trabalho seja mais criativa, como as áreas de artes, comunicação, design etc, o melhor é ficar com o modelo de currículo básico.

Portanto, antes de falar mais sobre a estrutura do currículo, vamos falar sobre sua formatação.

Layout do currículo básico

  • Papel branco;
  • Fontes tradicionais (Arial ou Times New Roman) na cor preta e com tamanho não maior que 12 (a não ser em pontos de destaque);
  • Margens fixas;
  • Espaçamento consistente;
  • Pode-se usar itálicos, sublinhados e negritos para destaques, contanto que sejam usados com moderação;
  • Exporte o documento em PDF, para não perder a formatação.

Modelo de currículo básico

Para um currículo simples, direto e completo, a sugestão é dividi-lo em sessões:

Cabeçalho: Coloque somente informações fundamentais: nome completo, endereço atual, telefones para contato e e-mail atual;

Objetivo: Nessa parte, escreva quais são seus objetivos na empresa. Deve ser algo simples e curto, que reflita sua expertise em uma ou duas frases. Essa frase pode ser modificada de acordo com o processo seletivo, alinhando sua experiência profissional com as necessidades da vaga de emprego;

Qualificações e Características: Redija um pouco sobre você, seus talentos e principais características profissionais e pessoais;

Formação Acadêmica: Coloque sua trajetória acadêmica: escolas, universidades, cursos, extensões, especializações, pós-graduação etc. Seja sucinto e indique o nome da instituição, tipo de diploma, qual é o curso, a cidade e o ano de conclusão;

Nessa parte, também ficam as informações sobre idiomas. À frente de cada idioma, inclua o nível de proficiência (básico, intermediário ou fluente);

Conhecimentos Técnicos e Especialidades: Escreva as áreas de conhecimento, técnicas e tecnologias com as quais já trabalhou e domina;

Experiência Profissional: Aponte suas últimas experiências profissionais, citando empresa, cargo e período. Siga uma ordem inversa: do posto atual ou mais recente para o mais antigo. Caso esteja desempenhando a mesma função há vários anos, mostre como cresceu na empresa, apontando mudanças de cargo e promoções.

Se você tiver muitas experiências, mas pouco espaço, deve selecionar as que fazem parte da sua narrativa. Uma vez que você tiver conquistado o interesse do empregador, terá tempo para completar as lacunas durante a entrevista.

Para quem está começando e não tem muito o que por nessa parte, não é preciso entrar em desespero. O importante é mostrar que você procurou crescer, se desenvolver e aprender coisas novas. Lembrando que atividades como estágio de férias e voluntariado também contam como experiência profissional;

Outras Informações: Escreva outras informações interessantes a seu respeito, como intercâmbios culturais, por exemplo;

Powered by Rock Convert

Referências: Encerre com uma lista de três referências, incluindo nome, cargo, telefone e e-mail de cada contato.

Uma maneira de ingressar no mercado de trabalho é por meio de sites de emprego. Confira uma lista com os principais do país.

Dicas de como fazer um bom currículo

O currículo é a primeira impressão que a empresa terá de você. Por isso, é preciso ter cuidado e atenção na hora de montar o seu. Confira as dicas que separamos para te ajudar a entender como fazer um bom currículo:

  1. Faça uma formatação inteligente 

Faça um currículo com design simples, bem escrito e com as informações organizadas;

  1. Coloque as informações pessoais claras 

Os dados pessoais (nome, endereço, telefone e e-mail, idade e estado civil) devem estar atualizados para que o recrutador consiga acessá-los mais rapidamente. Não é necessário incluir documentos; eles serão solicitados apenas no contrato.

  1. Reforce seus talentos e qualidades

É importante ressaltar seus pontos fortes, mas tome cuidado para fazer da maneira certa. No lugar de fazer uma lista, como a maioria das pessoas faz, tente conectar suas qualidades às experiências profissionais, mostrando como elas colaboraram para sua carreira. Você pode incluir números e dados que demonstrem resultados, como “o número de visitantes cresceu em 30%” e “as vendas dobraram nesse período”, por exemplo. Vale mais mostrar suas conquistas do que suas responsabilidades.

  1. Seja sincero 

Você não deve, em hipótese alguma, mentir em seu currículo. Além de ser uma atitude antiética, normalmente as mentiras acabam sendo descobertas pelos departamento, o que pode acabar com sua credibilidade.

  1.  Seja objetivo 

Geralmente, o tamanho ideal apontado por especialistas e recrutadores é de, no máximo, uma ou duas páginas. Quanto menor, melhor, contanto que conste toda a informação necessária.

  1. Revise antes de enviar

Além da sua revisão, você também pode pedir para um amigo mais experiente apontar possíveis erros de português ou digitação.

  1. Otimize suas chances

Você pode facilitar que os recrutadores encontrem seu currículo online utilizando palavras-chave do momento. Uma boa maneira de descobri-las é acessando a página de competências mais buscadas no Linkedin, na qual você vai encontrar os termos mais populares dentro de sua área.

Carta de apresentação para currículos

Uma dica que pode ajudar a poupar o tempo dos entrevistadores é anexar uma carta de apresentação ao seu currículo, uma espécie de introdução. Nela, você deve resumir suas principais qualidades e destaques relevantes para a vaga em dois ou três parágrafos.

O nome “carta” não é à toa. Assim como nas correspondências enviadas por correio, é preciso colocar o remetente e o receptor em seu conteúdo.

Veja este exemplo:

“Prezados …, gostaria de me candidatar à vaga … Sou especialista em … e tenho experiência em…

Atenciosamente, …”

Erros mais comuns

Seja pela falta ou excesso, confira os principais erros cometidos para que você consiga evitá-los:

  1. Não colocar número, email ou endereço para contato;
  2. Foto não profissional;
  3. Informações sem utilidade, como documentos;
  4. Usar um endereço de email nada profissional, que não seja seu nome e sobrenome (algo como “gatinha2.0@gmail.com”);
  5. Incluir experiências profissionais ou cursos e formação que não se relacionam com a vaga (exceto trabalho voluntário ou em causas humanitárias);
  6. Nomear o arquivo (quando digital) de maneira desleixada (ou deixar “Sem título”);
  7. Erros de português, gramática, concordância ou digitação;
  8. Inserir todas as experiências profissionais, quando se tem várias. (O ideal é dar preferência para as três últimas);
  9. Mentir;
  10. Usar adjetivos em vez de ser objetivo;
  11. Esquecer de incluir alguma coisa ou omitir informações.

O que um recrutador observa no currículo?

Veja, abaixo, algumas das principais questões que os recrutadores vão levar em conta ao ler seu currículo:

  • As áreas de interesse do candidato estão claras?
  • O currículo apresenta uma dica clara sobre qual é a personalidade do candidato?
  • Qual é o intervalo entre os empregos do entrevistado?
  • Qual é o tempo médio de permanência do candidato em cada cargo que ocupou?
  • De acordo com o currículo, pode-se afirmar que a carreira do entrevistado está estagnada, decadente ou em ascensão?
  • O candidato mostra ter se esforçado para se desenvolver e obter melhor qualificação? 
  • O entrevistado se mantém atualizado, buscando sempre melhorar?
  • O currículo possui erros de português, gramática, concordância ou digitação?
  • Conforme o currículo, a carreira do entrevistado tem sido coerente, ou têm ocorrido mudanças e guinadas constantes?

É importante causar uma boa impressão para se destacar entre os demais candidatos. Porém, também é necessário encontrar equilíbrio. Os recrutadores sabem quando um candidato é realmente aquilo que ele diz ser ou se está exagerando ao vender seu peixe. Portanto, valorize suas conquistas, mas tenha cuidado para não valorizar demais realizações que, na realidade, nem são tão relevantes. Deixe para fazer comentários acerca de sua performance durante a entrevista de emprego.

O que colocar no currículo de início de carreira?

Se você está ingressando no mercado de trabalho, não quer dizer que você precisa abrir mão de um currículo ou que ele será o menos interessante do processo seletivo. É claro que a parte das experiências não será tão rica quanto a de profissionais que já têm mais experiência no mercado de trabalho. Mas, a grande sacada para iniciantes é enfatizar outros tópicos.

Se você tem um bom repertório com cursos, formações acadêmicas, domina mais de um idioma em um bom nível de proficiência ou tem conhecimento técnico em determinada área, isso vai ajudar a valorizar seu currículo.

Você também pode investir no objetivo profissional. Deixe claro suas vontades e sua busca por conhecimento, oportunidades, desafios e vontade de contribuir com o desenvolvimento da empresa.

A falta de bagagem para quem está começando no mercado de trabalho não é necessariamente um problema. Você só precisa saber explorar essa “desvantagem” de maneira inteligente, mostrando que tem disposição para começar.


Conclusão

Procurar maneiras de entender como fazer um bom currículo não é perda de tempo, é algo que dá retorno. Na hora de montar seu currículo, você precisa refletir sobre sua todas a sua carreira e não só sobre seu currículo. Pense em como você vai transmitir, de maneira clara e honesta, sua experiência profissional e como você buscou se desenvolver e aprender coisas novas. Pense e reflita com calma o que vale a pena ser dito. Um bom currículo faz toda a diferença no processo seletivo e pode te colocar novamente no mercado de trabalho.

consultoria de carreira personalizada

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7