Ter uma comunicação assertiva é um fator muito importante para quem deseja se tornar um bom profissional. Essa competência mede a capacidade de argumentação; de passar as informações com clareza, dinâmica e respeito; de se relacionar com os outros e ainda conquistar a colaboração e a confiança das pessoas. 

No mercado de trabalho é muito importante saber passar informações relevantes, descrever um projeto, seus processos, etc. A falta de uma comunicação assertiva pode gerar grandes dificuldades nas relações profissionais, provocar uma execução errônea dos processos e, ainda, atrasar as demandas.

Para evitar que isso aconteça é importante desenvolver a comunicação assertiva. Pensando nisso, preparamos um texto completo sobre o assunto. Se você quiser saber como ser assertivo em seu dia a dia profissional, continue lendo o conteúdo abaixo.

O que é comunicação assertiva?

De acordo com o dicionário, assertivo é característica daquele “que demonstra segurança, decisão e firmeza nas atitudes e palavras”. Ou seja, uma pessoa com assertividade é muito mais do que um bom orador, é um bom comunicador.

Uma pessoa assertiva precisa ter inteligência emocional, para saber identificar seus próprios sentimentos e os de outras pessoas, e lidar da melhor forma com as situações ao seu redor. Também, deve encontrar um equilíbrio entre escutar e ser escutado; entre defender o que acha correto e também o que os outros acreditam de forma calma, sem agressividade; e aceitar passivamente algo que não está de acordo. 

Essa postura requer honestidade sobre seus desejos e necessidades, ao mesmo tempo em que considera os direitos, necessidades e desejos dos outros. Lembrando que, quando você aprende a ser assertivo, também se torna mais pacífico. 

Ter autoconhecimento é o primeiro passo para alcançar efetivamente a comunicação assertiva. À medida que você obtém uma melhor compreensão de si mesmo, do valor que tem e daquilo que pode oferecer aos outros, isso lhe ajuda a se tornar mais autoconfiante e seguro naquilo que você acredita. A autoconfiança é outra característica comum à pessoa assertiva; e saber tirar proveito disso para que seu ponto de vista seja firme e justo é fundamental.

Como identificar uma comunicação assertiva eficaz?

Nem sempre é fácil identificar um comportamento verdadeiramente assertivo. Isso ocorre porque pode haver uma linha tênue entre assertividade e autoritarismo. Um comportamento autoritário quase sempre é focado em ganhar, levando em consideração apenas o interesse pessoal sem considerar o de outras pessoas. Quando se é agressivo, toda a sua comunicação se torna egoísta e lhe falta inteligência emocional.

Quando se é líder, por exemplo, é normal ser pressionado a exigir de seus colaboradores que demandas sejam entregues em prazos geralmente apertados. Por isso, e por outros fatores de exigência, aprender a se expressar de forma verbal, além de usar sua linguagem corporal, é muito importante para que as relações no trabalho não se tornem estressantes ou pesadas. Ao mesmo tempo, não se esqueça que também é necessário observar e compreender o lado dos colaboradores que, em geral, estão fazendo o máximo que podem.

Ter uma comunicação assertiva envolve:

  • Entender o outro: cada pessoa tem uma maneira de se comunicar e receber informações. Observar e saber como abordá-las é uma forma de respeito, e isso faz com que a comunicação se torne mais eficaz. Essa observação deve ser feita também através de gestos, olhares e linguagem corporal. Estudos afirmam que 93% da nossa comunicação é não verbal. Por isso, uma pessoa com comunicação assertiva está atenta à sua linguagem corporal e à linguagem corporal do outro;
  • Saber o momento certo de falar: tendo exercitado a observação do outro, saber a hora correta de abordá-lo é essencial. Embora o que você tenha a dizer seja importante, uma abordagem correta em um momento errado, muitas vezes, pode comprometer a mensagem;
  • Ter capacidade de argumentação: coletar o maior número possível de informações sobre um projeto ou erro cometido é fundamental. Ler, se informar, estudar uma nova abordagem… Quanto maior a capacidade de argumentação e diálogo, melhor será a sua comunicação assertiva;
  • Ser um ótimo mediador: se você está diante de um conflito, você pode ajudar os envolvidos a expressarem suas opiniões e desejos com cautela e organização. Uma pessoa assertiva é sempre solícita e inspira os outros a serem cordiais ao expressarem insatisfações ou desejos.

Como desenvolver a comunicação assertiva?

Embora ser assertivo seja uma tarefa complicada, não significa que é impossível. Lembre-se que não vai acontecer da noite para o dia, mas aos poucos, à medida que você aplica as técnicas e dicas apresentadas. 

Então, se você deseja dominar a comunicação assertiva e está disposto a modificar seus comportamentos, confira as sete dicas que separamos: 

1. Esteja aberto para receber críticas e elogios

Algo intimamente ligado à comunicação assertiva é a capacidade de aceitar feedbacks, tanto positivos como negativos, de maneira humilde e graciosa. Se por algum motivo você não concordar com a crítica recebida, precisa preparar sua capacidade de argumentação para falar sobre o assunto sem se estressar ou entrar no modo defensivo.

2. Aprenda a ouvir o outro

Além de saber aceitar críticas e feedbacks, é preciso ouvir o outro de maneira geral. Engana-se quem pensa que comunicação é apenas falar e gesticular. Comunicação também envolve ouvir e perceber o outro.

A maneira como você vai se comportar enquanto o outro estiver falando vai interferir diretamente na forma como ele vai reagir quando for seu momento de falar. Se você não prestar atenção, ficar interrompendo ou for inconveniente, muito provavelmente, quando for sua vez de falar o mesmo vai ocorrer com você. Por isso, é necessário respeitar o próximo e escutar o que ele irá dizer.

Além disso, certifique-se de que o outro está acompanhando sua fala e raciocínio. Afinal, para que a comunicação tenha sucesso, é preciso que ambos entendam um ao outro.

3. Dê mais valor a si mesmo e a seus direitos   

Como mencionado mais acima, a pessoa assertiva tem autoconhecimento. Mas, além disso, ela também aprendeu a acreditar em si e em seu valor pessoal. No tocante ao mercado de trabalho, a pessoa assertiva entende o que ela representa para sua equipe e para a empresa. Isso também vai contribuir para que você exija ser tratado com respeito e dignidade, além de adquirir confiança para lutar por seus direitos.

4. Domine o assunto sobre o qual vai falar

Ter conhecimento sobre o assunto é essencial para uma comunicação assertiva. Evite dizer “eu acho”, pois isso acaba diminuindo a confiança da outra pessoa naquilo que você vai dizer. Procure mostrar que você sabe do que está falando. Uma boa maneira de conferir credibilidade à sua fala é compartilhando suas experiências. 

Além disso, para ser assertivo, também é importante ser direto. Evite rodeios e enrolações, que enfraquecem o discurso. Argumente e embase sua opinião, mas tenha cuidado para não parecer agressivo.

5. Aprenda a se expressar

Esse aprendizado envolve saber expressar suas necessidades, sentimentos e desejos com confiança e de maneira positiva, além de compreender sobre como você se expressa através de sua linguagem corporal.

É importante dizer o que você está pensando quando estiver passando por alguma dificuldade ou problema, mas o faça de forma construtiva e sensível. Além disso, não fique esperando que outra pessoa perceba sua necessidade; garanta que ela seja atendida. Tome iniciativa, identifique suas prioridades e trace metas para alcançá-las. Após fazer isso, você vai conseguir passar de maneira clara e confiante a seu chefe e colegas de trabalho exatamente o que precisa. Tenha cuidado apenas de fazer pedidos que não exijam sacrifícios das pessoas. Você quer ajuda e precisa delas; mas pedidos agressivos podem acabar comprometendo o relacionamento de vocês.

Também, não tenha medo de discordar, confrontar e se defender quando pessoas o desafiarem. Mas lembre-se de sempre controlar suas emoções e não perder o respeito em momento algum.

Por fim, ajustar sua linguagem corporal é indispensável para alcançar uma boa comunicação assertiva. Afinal, seus gestos e jeito de falar são tão importantes quanto o que será dito. Procure sempre olhar nos olhos da outra pessoa, relaxar sua expressão facial e manter-se ereto. Não se esqueça de prestar atenção no volume e tom de sua voz. 

6. Saiba dizer “não”   

Para boa parte das pessoas, nem sempre é fácil negar algo. Contudo, dizer “não” é vital para quem está no caminho de se tornar mais assertivo. Além disso, negar é conhecer seus próprios limites e saber se é capaz de lidar com a situação. Entender quanto de trabalho você consegue fazer leva a um gerenciamento de tarefas mais eficiente, como também auxilia na identificação de áreas do seu trabalho que têm mais a ver com você.

7. Entenda que não cabe a você controlar o comportamento das outras pessoas   

Você não é responsável sobre a maneira como as pessoas reagem à sua assertividade. Se tiverem uma reação agressiva ou ressentida, por exemplo, não responda com o mesmo comportamento. Lembre-se que você controla apenas a si mesmo. Então, tenha o melhor comportamento que puder, mantendo-se calmo mesmo em momentos de estresse e tensão.

Bônus: técnicas de comunicação assertiva  

Confira quatro técnicas simples, mas eficientes, para se tornar mais assertivo:

  1. Use a palavra “eu” em expressões, como “eu quero”, “eu preciso”, “eu tenho”, etc., para fazer afirmações simples e mostrar seu ponto de vista; 
  2. Evite exageros, como as palavras “sempre”, “nunca”, etc.; 
  3. Use fatos para mostrar sua capacidade de argumentação e não julgamentos;
  4. Faça da empatia sua melhor amiga e entenda o lado da outra pessoa.

Benefícios de ser assertivo

A assertividade fornece vários benefícios que podem ajudá-lo tanto em seu local de trabalho quanto em outras áreas de sua vida. Em geral, pessoas assertivas se tornam grandes líderes. Bons gestores, que tratam as pessoas com justiça e respeito, tendem a ser tratados da mesma forma. Isso significa que frequentemente são bem-vindos e vistos como líderes com os quais as pessoas querem trabalhar e podem contar.

A comunicação assertiva também ajuda a negociar soluções “win-win”, por exemplo. O gestor que desenvolve essa característica é capaz de reconhecer o valor da posição contrária e pode rapidamente encontrar um terreno comum para ter uma negociação bem sucedida. São realizadores e solucionadores de problemas e se sentem habilitados a fazer o que for preciso para encontrar a melhor solução para os dois lados.

Além disso, a pessoa assertiva adquire, ou já tem, uma personalidade menos estressada e menos ansiosa. A autoconsciência faz parte de seu dia a dia, e não há espaço para se sentir ameaçada quando as coisas não saem como planejado. Com calma e maestria consegue resolver problemas complexos.

Um grande desafio profissional talvez seja conquistar essa competência. Você concorda? O que mais o impede de ter uma comunicação mais assertiva? Conte para a gente nos comentários!