Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7
Gestão Remota de EquipesPowered by Rock Convert

Realizar treinamentos e capacitações efetivas é um dos grandes desafios das organizações atualmente. E, para medir a efetividade desses treinamentos, é importante valer-se de indicadores de treinamento e desenvolvimento. Por meio deles, pode-se medir o quanto um treinamento gerou valor para a organização.

É necessário utilizar indicadores de treinamento e desenvolvimento que consigam mensurar os resultados de forma precisa, de modo a saber o quanto uma estratégia de T&D (Treinamento e Desenvolvimento) foi eficiente. Como consequência, a equipe de T&D se beneficia, reunindo maneiras de atuar com mais proatividade e eficácia.

Qual a importância dos indicadores de treinamento e desenvolvimento?

Uma empresa que utiliza indicadores de treinamento e desenvolvimento para analisar os resultados das capacitações que oferece têm as informações necessárias para melhorar essas capacitações. Com as informações em mãos, é possível comparar treinamentos, escolher entre as opções disponíveis e decidir quais são mais eficazes para cada profissional e equipe, o que evita gastos desnecessários.

Os indicadores de treinamento e desenvolvimento contribuem positivamente com a estratégia de T&D, melhorando os resultados da empresa. Além disso, os indicadores são uma importante ferramenta para o RH, que consegue avaliar qual o melhor treinamento de acordo com os recursos disponíveis.

Confira o que o RH pode fazer por meio dos indicadores de treinamento e desenvolvimento:

  • Atrair mais visibilidade para seu trabalho: quando você tem informações concretas e um bom planejamento, é mais fácil provar a importância de treinamentos e capacitações, mostrando o quanto eles podem trazer benefícios para a empresa;
  • Conseguir apoio para viabilizar projetos: após provar a importância de um treinamento, por meio das informações que reuniu, pode-se conseguir o apoio necessário para tirar do papel treinamentos e para que um tipo de capacitação seja aprovado mais rapidamente.

Os indicadores de treinamento e desenvolvimento também analisam a maneira como os colaboradores se comportam diante dos treinamentos oferecidos. Para fazer a análise de forma correta, o RH precisa conhecer as diferentes áreas da organização para que, então, consiga escolher os  indicadores corretos para mensurar os resultados.

Confira, abaixo, os 14 principais indicadores de treinamento e desenvolvimento para aplicar em sua empresa.

14 indicadores de treinamento e desenvolvimento

1. Taxa de adesão

Este é um dos principais indicadores de treinamento e desenvolvimento. A taxa de adesão mostra o número de colaboradores que se inscreveram para um treinamento e a porcentagem dos que estavam realmente presentes.

Por exemplo: se 100 pessoas se inscreveram para um determinado treinamento, mas somente 40 compareceram, significa que a taxa de adesão foi de 40%.

Esse indicador ajuda a compreender se a estratégia de divulgação do treinamento foi realmente eficaz e qual o nível de interesse e engajamento do público-alvo, ou seja, dos colaboradores.

2. Taxa de abandono

A taxa de abandono, que também pode ser chamada de taxa de desistência, mede a quantidade de colaboradores que iniciaram o treinamento, mas não concluíram. Esse indicador ajudar a avaliar o treinamento como um todo: como é o conteúdo, a eficiência de execução do treinamento, se houve coerência entre o que foi prometido e o que foi entregue etc, procurando entender qual foi o motivo do abandono.

A taxa de abandono é indicada para ser utilizada em capacitações mais longas, com duração de semanas ou meses. 

3. Média da avaliação de reação

Esse indicador mensura como os colaboradores avaliaram o treinamento, servindo para medir o nível de satisfação e compreensão que eles tiveram do evento. Ele pode ser feito por meio de uma pesquisa de satisfação entre os participantes – que deve ser, idealmente, anônima.

É preciso ter atenção com esse indicador, pois, nem sempre um treinamento bem avaliado indica que os resultados realmente virão. Por esse motivo, a média da avaliação da reação não é o melhor indicador para avaliar a eficiência de um treinamento, mas auxilia nos próximos planejamentos, já que as respostas recolhidas podem servir para nortear o conteúdo e a execução.

4. Média da avaliação de aprendizado

Como os colaboradores se saíram nos treinamentos? Qual a sua pontuação? É possível avaliar o aprendizado de várias formas. Entre as mais comuns estão as avaliações. Os dados resultantes vão servir para verificar em que nível os colaboradores se encontram e como é possível melhorar. Por ser importante medir a evolução do colaborador, é preciso fazer uma avaliação antes e depois do treinamento.

Outra maneira de avaliar o aprendizado é por meio de um “grupo de controle”. Essa técnica consiste em comparar um grupo de pessoas que tenham participado do treinamento com outro grupo de pessoas que não participaram. Também, pode-se fazer exercícios de simulação, com apresentações ao final do treinamento para mostrar os conhecimentos adquiridos, testes orais, provas objetivas etc.

5. Aproveitamento individual

O indicador anterior leva em conta um aspecto mais geral, já este avalia a aprendizagem de forma individual. Ele serve para mostrar quais colaboradores estão com mais dificuldade e vão precisar de mais treinamento e desenvolvimento.

Para tanto, deve ser feita uma análise com cada pessoa que participou do treinamento, de forma a entender se ela adquiriu conhecimento suficiente e alcançou o resultado pretendido. Essa análise leva em conta o desempenho anterior ao treinamento e o desempenho atual.

Powered by Rock Convert

Colaboradores que têm um bom aproveitamento individual podem se tornar multiplicadores internos: colaboradores que passam seu conhecimento adiante através da gestão do conhecimento. Isso ajuda a fazer a capacitação de uma equipe de maneira mais rápida.

6. Colaboradores alcançados

Basicamente, esse indicador de treinamento e desenvolvimento quantifica os colaboradores alcançados com o treinamento, ou seja, quantos participaram. Além disso, também serve para medir o tempo de duração do treinamento. Saber o número de colaboradores alcançados ajuda a avaliar a efetividade da estratégia de T&D e a capacidade que a equipe de treinamento e desenvolvimento tem de lidar com uma quantidade de colaboradores em determinado tempo.

7. Média de treinamentos por colaborador

Em média, quantos treinamentos cada funcionário fez em um determinado período? Esse dado é importante para mostrar o alcance do trabalho feito pela equipe de T&D. Além disso, quanto mais treinamentos os funcionários fizerem, melhor é sua capacitação.

8. Média de temas por colaborador

O objetivo desse indicador é saber os interesses dos colaboradores por meio de uma pesquisa acerca dos temas dos treinamentos que cada um participou. Além disso, também serve para mostrar se as capacitações oferecidas são atraentes ou não. 

Caso os colaboradores se interessem mais por um treinamento de tema A do que por um treinamento de tema B, a equipe de treinamento e desenvolvimento pode procurar outras formas de abordar o tema B, para que ele se torne mais atrativo aos colaboradores.

9. Comportamento

Esse indicador de treinamento e desenvolvimento é focado no comportamento, ou seja, avalia se os treinamentos estão impactando o comportamento de quem participa. Quando os colaboradores participam de um treinamento, o esperado é que eles passem a aplicar o que aprenderam e mudem sua maneira de se comportar.

O tipo de treinamento vai definir o direcionamento da avaliação. Por exemplo, se era um treinamento sobre trabalho em equipe, a avaliação deve focar em como o trabalhador passou a trabalhar em equipe depois dele.

10. Taxa de treinamento via multiplicadores internos 

Quanto foi investido para que os colaboradores se tornassem multiplicadores internos, ou seja, pudessem passar seu conhecimento para os colegas? Lembrando que formar multiplicadores internos é um bom investimento a se fazer, pois otimiza recursos, aumenta a cultura de treinamento dentro da empresa e incentiva quem recebe o treinamento de um multiplicador a também querer passar seu conhecimento adiante. Assim, os multiplicadores internos são um importante indicador de treinamento e desenvolvimento, além de servirem para medir a evolução interna da empresa.  

 11. Valor médio investido em cada colaborador

O valor médio do investimento serve para ver se a empresa está conseguindo cumprir com o programado. Para fazer esse cálculo, deve-se dividir o total investido em uma capacitação pelo número de pessoas que participaram. Quanto menor o resultado, menos custos a empresa teve; e, se a qualidade do aprendizado for boa, melhor é o retorno.

Esse indicador é muito importante, pois pode ajudar a reduzir custos, além de tornar mais fácil a aprovação de treinamentos futuros. 

12. Tempo médio de treinamento por pessoa

Este indicador faz uma média de tempo de trabalho do colaborador que foi investida na capacitação. Portanto, ele mede quanto das horas de trabalho foi investido em treinamento.

13. Avaliação de resultados 

Quando uma empresa investe em treinamento e desenvolvimento, ela espera que o trabalho dos colaboradores se torne mais efetivo. Para saber se houve melhoria, é importante observar indicadores de performance geral da empresa, como aumento das vendas, redução de gastos, aumento da satisfação dos clientes, melhorias na qualidade do produto ou serviço, etc. Para tanto, é preciso definir quais indicadores vão ser beneficiados pela capacitação durante seu planejamento.s

Os treinamentos devem trazer benefícios para os resultados da empresa, senão, precisam ser repensados.

14. Retorno do investimento (ROI)

O último dado, mas não menos importante, principalmente para a empresa, é o retorno do investimento (ROI – Return Over Investment). Essa ferramenta mostra se os gastos com treinamento estão trazendo resultados ou não, além de servir para justificar os investimentos em educação corporativa. 

Para calcular o ROI, é preciso comparar os resultados obtidos com o treinamento (como uma redução de custo ou aumento das vendas, por exemplo) com seu custo total.


Conclusão

Agora que você tem em mãos uma lista bem completa com os principais indicadores de treinamento e desenvolvimento pode escolher o que aplicar em sua empresa. Dessa forma, você vai ter informações concretas sobre os resultados que estão sendo obtidos por meio da estratégia de T&D, para saber o que precisa melhorar e trabalhar em cima disso.

Gostou deste post? Aproveite para ler também sobre Levantamento das Necessidades de Treinamento e descubra o que falta em sua empresa para melhorar o desempenho dos colaboradores. Para acessar, é só clicar aqui.

consultoria de carreira personalizada

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7