Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7
Powered by Rock Convert

Existem pessoas que se dão muito bem em cargos superiores: chefiar equipes não é visto um problema ou uma tarefa extremamente difícil, apenas uma demanda específica do trabalho. Entretanto, há uma diferença entre ser chefe e ser líder, sendo possível que alguém em um cargo de chefia tenha dificuldades em liderar. O lado bom é que essa é uma característica que qualquer um pode desenvolver e exercitar, buscando melhores resultados tanto a nível pessoal, quanto para as equipes sob seu comando. 

A seguir, aprenda mais sobre os diferentes tipos de liderança e como a liderança situacional pode ser a melhor opção para você e seu time.

Tipos de liderança

Primeiramente, há como identificar uma liderança ruim e os prejuízos dela para a sua empresa, assim como reverter esse quadro. Esse é um ponto de partida importante para diagnosticar a atual situação da sua gestão. 

Feito isso, é preciso reconhecer também que podem existir demandas específicas ao tipo da empresa. Líderes de startups, por exemplo, estão mais acostumados com situações inesperadas, devido ao alto grau de inovação daquele ambiente. 

Ainda assim, existem jeitos diferentes de se liderar, que se misturam aos requisitos específicos de cada empresa. São eles: 

  • o autocrático (Liderança Autoritária);
  • o democrata (Liderança Participativa);
  • e o liberal (Liderança Delegativa). 

Aqui no blog, temos um artigo bem aprofundado sobre cada um desses tipos de liderança, além de outros estilos mais modernos, como o da Liderança Transformacional

Mesmo após o diagnóstico do tipo de liderança e com ela sendo feita por alguém confortável na posição de comando, pode ser que os resultados desejados não sejam atingidos. Isso acontece porque o modo em que a liderança está sendo exercida ainda não se adequa ao que a situação exige. Então, como solucionar esse problema? Através da liderança situacional.

O que é liderança situacional?

O conceito de liderança situacional foi desenvolvido pelos teóricos Paul Hersey e Ken Blanchard, em 1969. Trata-se de um modelo de administração por meio de um gestor com alta capacidade de adaptação frente a situações adversas, como o próprio nome sugere, sempre visando liderar da melhor forma, independentemente das circunstâncias. Ou seja, situações distintas pedem por estratégias específicas. 

Além disso, a teoria também leva em consideração o caráter individual dos membros da equipe, pensando que quem lidera deverá identificar os comportamentos dos profissionais e, então, delegar tarefas de acordo com as aptidões e dificuldades de cada um. Essas são características de uma gestão por competências, que pode ser feita com o auxílio até mesmo de softwares.

Situações de crise, por exemplo, podem provocar desânimo em alguns integrantes devido à incerteza do cenário. Esse aspecto pode ser contornado por um líder mais entusiasmado, que instigue sua equipe e demonstre que a instabilidade deve ser vista como algo externo ao trabalho que executam. Dessa forma, é possível combater a ansiedade da equipe, mantendo o foco no cumprimento dos objetivos e metas do projeto.

Maturidade profissional

O comportamento analisado pelo líder está relacionado com a maturidade profissional daquela pessoa. Essa maturidade pode ser definida como a capacidade e a vontade de assumir a responsabilidade sobre suas próprias ações. Dentro dessa teoria, ela pode ser categorizada em quatro fases:

P1: Fase 1

Os liderados são inexperientes sobre a tarefa que lhes foi atribuída, estando despreparados e sem vontade de tomar decisões. Não há autoconfiança por não haver competência para realizar o que foi solicitado.

P2: Fase 2

Os membros da equipe já possuem certa experiência na realização do que foi pedido, mas ainda com dificuldades: precisam do apoio do líder para completar a tarefa.

P3: Fase 3

Agora eles têm conhecimento elevado sobre a tarefa, somado às experiências de realizações anteriores, mas estão desmotivados a completar o que lhes é solicitado. 

P4: Fase 4

Finalmente, os integrantes possuem extensos conhecimentos sobre o que realizam, além de estarem bastante motivados para cumprirem com suas responsabilidades.

Quais as competências de um líder situacional?

O líder situacional é aquele com alta adaptabilidade a inúmeros contextos, que consegue seguir as demandas do ambiente, sabendo quando ser mais flexível e quando apertar as rédeas. Também possui características como resiliência e capacidade de cultivar bom relacionamentos, sendo bem organizado e tendo inteligência emocional e visão sistêmica. Ele é capaz de exercer o autoconhecimento, se atentando aos sentimentos dos integrantes de seu time. 

Esse estilo de gestor deve:

Powered by Rock Convert
  • Conhecer as particularidades da equipe que gerencia;
  • Ajustar seu estilo de liderança de modo adequado às necessidades individuais de quem lidera;
  • Desenvolver os colaboradores para que sejam capazes de alcançar a fase final de maturidade.

Além de tudo isso, uma das habilidades mais interessantes do líder situacional é a da boa comunicação. Nós fizemos um artigo listando algumas dicas sobre como ter uma comunicação eficaz e, consequentemente, desenvolver sua carreira através dela, indo além de apenas um repasse claro de ideias.

O estilo de liderança é sequencial como as fases de maturidade profissional dos subordinados, atendendo à lógica que cada uma demanda:

E1: Direcionamento

O líder ensina como executar as tarefas e supervisiona o desenvolvimento delas até serem, de fato, concluídas. É o momento do colaborador ir conquistando confiança, para que possa executá-las sozinho, futuramente.

E2: Orientação

O líder apresenta o que deve ser feito ao liderado, explica a importância da tarefa e continua ensinando sempre que é necessário. Ele também estimula o funcionário a contribuir com novas ideias, ouvindo-o, e acompanha para que a execução aconteça conforme o planejado. 

E3: Apoio

Para que os membros do time ganhem confiança, busquem expandir seus conhecimentos e desenvolvam suas capacidades continuamente, o gestor os apoia sem precisar supervisionar muito de perto. O liderado consegue desempenhar sua função sem interferências constantes.

E4: Delegação

Como já foi dito, o líder delega tarefas de acordo com as habilidades de cada liderado. Assim, ele consegue maximizar a produtividade – tanto de cada funcionário como a do setor –, sem precisar acompanhar a realização do trabalho de perto. Nessa última fase, o gestor dá liberdade à equipe, que têm autonomia para decidir e fazer mudanças, estando mais preparada para dar andamento aos projetos por conta própria.

Como adotar a liderança situacional e quais suas vantagens

Acima de tudo, a liderança pela situação está relacionada com a capacidade de identificar o contexto no qual a organização está inserida. Assumir que é possível aprimorar processos a partir do que já existe – focando em desfazer hábitos nocivos e apoiar mudanças de postura – pode ser revolucionário para o rumo de uma empresa.

E é justamente assim que um líder situacional gerencia os funcionários. Por meio do diagnóstico das habilidades de cada pessoa liderada (relacionadas à capacidade e disposição para realizar suas funções) e o movimento delas em torno das demandas da empresa, o líder consegue ir direcionando e incentivando sua equipe de acordo com elas.

Os benefícios de uma gestão bem feita através da liderança situacional são para todas as partes. Ao incentivar mudanças que promovem o aumento da produtividade e uma motivação entre os colaboradores da equipe, há um desgaste menor no ambiente profissional. Os processos são agilizados, a qualidade de vida dos profissionais envolvidos aumenta e a organização prospera. A eficácia do líder (e, por consequência, dos funcionários) traz resultados positivos e um alcance melhor e mais natural das metas empresariais

Essa metodologia também supre as exigências do mercado de trabalho atual, onde as organizações têm buscado por lideranças que consigam trabalhar por um período curto, com poucos recursos. 

Vira um ciclo de desenvolvimento: o gestor dá exemplos, orienta, motiva, apoia, delega… tudo isso enquanto os subordinados aprendem e crescem, tornando-se líderes em potencial. É uma estratégia que, se incentivada pela organização, promete frutos a ela mesma e cria, ao mesmo tempo, uma demanda por profissionais com a qualidade da liderança situacional, capazes de se encaixarem nesse ritmo de trabalho.

Para resumir didaticamente, a implementação da liderança situacional é benéfica para as equipes e organizações pois:

  • Flexibiliza o cotidiano através da identificação da origem dos conflitos, dos motivos pelos quais eles existem, do quão viável são as alternativas apresentadas pelo time.
  • Potencializa a eficácia da comunicação, através do bom relacionamento entre o líder e os subordinados, com a compreensão do objetivo de cada decisão e a confiança durante momentos críticos.
  • Fortalece a participação de todos os integrantes, contribuindo para a harmonia do ambiente da empresa.
  • Autonomiza cada colaborador com a delegação de tarefas, possibilitando com que eles se destaquem no processo, ganhando confiança.
  • Trabalha a resiliência do time, promovendo um ambiente adequado para que todos trabalhem juntos buscando os objetivos do negócio.
  • Instiga a criação de equipes mais produtivas, apoiando o desenvolvimento de novos colaboradores.

E então? Conseguiu compreender o que é a liderança situacional e como ela pode ser aplicada de forma vantajosa dentro das organizações?

Existem diferentes tipos de liderança que podem ser adotadas por uma pessoa a frente de uma equipe e a situacional pode ser extremamente interessante, uma vez que é baseada na adaptabilidade à diferentes situações e no alto conhecimento e entendimento do time e sua realidade de trabalho.

Entender qual é o seu tipo de liderança ideal e saber como orientar também os outros líderes na organização vai te ajudar a conseguir melhores resultados e a ter pessoas mais satisfeitas e produtivas.

Isso tudo é novo para você? Então aproveite também para conferir nosso material especial sobre liderança pela primeira vez!

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7