Você sabe qual é a chave para o sucesso? Todos buscamos ter sucesso na vida, seja no aspecto financeiro, em um relacionamento amoroso, em nossa carreira ou no círculo social do qual fazemos parte. Seja como for, o homem busca e anseia o sucesso. Mas, por mais que o busque, a realidade é que não existe uma fórmula mágica que garante o sucesso. Alguns dizem que é sorte; outros, que é necessário trabalho pesado. Mas hoje vamos falar sobre algo que, embora não seja uma fórmula secreta, é extremamente eficiente – e muitas vezes ignorado – na busca pelo sucesso: o planejamento.

Tome como base suas próprias experiências. Quantas vezes as coisas deram certo quando aconteceram ao acaso? E quantas vezes você foi bem-sucedido quando houve planejamento? Compare as duas situações e você vai entender do que estamos falando. 

Se deseja algo, independente do que seja, precisa definir o caminho pelo qual será possível alcançar esse objetivo. E é justamente sobre isso que o texto fala. Vamos apresentar as metas smart, também conhecidas como smart goals, uma ferramenta poderosa capaz de aproximá-lo daquilo que você deseja. 

Ao se basear no conceito das smart goals, é possível analisar seu objetivo de maneira racional, destrinchar questões estratégicas e, assim, estabelecer os meios para alcançar o objetivo final. Lembrando que essa metodologia pode facilitar tanto o alcance de objetivos profissionais e pessoais, como também de negócio, auxiliando pessoas e empresas.

Mas, afinal, qual o significado de smart? Como funcionam as metas smart e como colocá-las em prática? Continue lendo para entender mais a respeito!

O que são metas smart?

As metas smart são um método eficiente para ser aplicado na criação de metas. Cada meta é verificada e avaliada para identificar seu potencial de atingir o resultado esperado. A ferramenta foi criada pelo escritor, professor e consultor administrativo Peter Drucker, considerado o pai da administração moderna.

Para alcançar o sucesso é necessário estruturar objetivos, que devem seguir alguns critérios de elaboração. Com as smart goals é possível validar determinado objetivo e fazer um planejamento eficiente. Para estruturar esses objetivos e metas, é preciso ir além de uma definição e passar por cinco etapas com estimativas reais: Específica (Specific – S), Mensurável (Measurable – M), Atingível (Achievable – A), Relevante ou Realista (Realistic – R) e Temporal (Time-based – T), que formam o acrônimo smart. Cada uma dessas etapas serve para formular um pensamento mais estratégico em relação às metas. Abaixo, vamos explicar o significado de cada uma dessas etapas e o que deve ser feito durante elas.

S – Specific ou Específica

Para conseguir alcançar o que está sendo proposto em uma determinada meta, é preciso compreender claramente do que ela trata. Por isso, a meta deve ser específica

Vamos usar um exemplo para entender melhor essa especificidade. Digamos que uma empresa defina a meta “aumentar as vendas”. Observe que ela não é nem um pouco específica, pois não indica o quanto precisa aumentar nem os esforços que devem ser empregados em busca disso. Caso ocorra de as vendas aumentarem apenas 1%, mesmo com muito investimento, ainda assim a meta terá sido alcançada. Ou seja, grandes esforços para pouco resultado. Será que esse realmente é um bom resultado? Mesmo com a meta alcançada, o resultado não é satisfatório. Entende, agora, como é importante especificar?

Criar metas genéricas atrapalha o entendimento e, como consequência, é mais difícil conseguir alcançá-las. Quando estipular um objetivo, você deve fazê-lo de forma bem específica. Não tenha medo de detalhar demais, pois é desta forma que você indica o caminho.

Para estabelecer uma meta específica, você deve fazer as seguintes perguntas:

  • O que pretendo alcançar com essa meta?
  • Quem será responsável por ela?
  • Quando vou realizar essa meta?
  • Como vou conquistá-la?
  • Por que devo seguir essa meta?

Ainda tomando o exemplo acima, vamos destrinchá-lo respondendo às perguntas. Para tornar a meta específica, vamos transformá-la em: aumentar a venda mensal da empresa em 5%.

  • O que pretendo alcançar com essa meta? Aumentar a venda em 5%;
  • Quem será responsável por ela? A equipe de marketing;
  • Quando vou realizar essa meta? Ao longo do mês;
  • Como vou conquistá-la? Por meio de estratégias de divulgação;
  • Por que devo seguir essa meta? Porque a empresa precisa aumentar sua receita.

Bom, agora que você entendeu como estipular uma meta específica, é hora de entender os outros pontos das metas smart.

M – Measurable ou Mensurável

Como o próprio nome já diz, é necessário criar uma meta que possa ser mensurada, medida, calculada, analisada. Se a empresa deseja aumentar 5% de suas vendas mensais, precisa analisar os números hoje e permanecer acompanhando para conseguir comparar resultados. Você deve acompanhar o desempenho das ações tomadas para então entender como e se a meta estabelecida foi alcançada. Dessa forma, você evita desperdício de tempo e dinheiro em ações sem resultado e consegue identificar e aproveitar melhor as oportunidades que surgirem.

Para criar uma meta mensurável, faça as seguintes perguntas:

  • Que resultado estou esperando?
  • Quanto tempo será necessário alcançar essa meta?

Os números são importantes, pois, a partir deles é possível dizer se as ações estão tendo resultado ou não. Além disso, eles também ajudam a acompanhar o processo para mostrar se a meta está se desenvolvendo bem, mesmo que não seja alcançada no tempo pretendido. Estipule suas metas baseando-se em números; nada fora do real. Apoie-se, principalmente, nos fatores “quanto” e “quando”.

A – Attainable ou Atingível

É possível criar uma meta que não pode ser atingida? Sim. Embora pareça óbvio, muitas vezes criamos metas impossíveis. Mas, esse erro é muito prejudicial, já que pode causar uma grande frustração a ponto de gerar desmotivação, seja em você, ou na equipe – quando se trata de uma empresa. 

Nenhuma meta deve ser tão fácil ou tão desafiadora a ponto de causar comodismo ou desmotivação. Por isso, antes de formular uma meta, avalie os seguintes pontos:

  • Baseando-se no histórico e nos resultados passados, é possível atingir o objetivo proposto?
  • Se a meta for traçada na empresa, é necessário saber a opinião dos colaboradores. Eles acreditam que é possível?

Às vezes, a meta que você deseja não pode ser atingida no tempo proposto. Isso não significa que será necessário desistir completamente da ideia, mas a situação pode ser resolvida com alguns ajustes. 

R – Relevant ou Relevante

A partir do momento em que a meta é criada, entram em cena o responsável ou responsáveis pela meta e as estratégias propostas. Dentro desse contexto, quanto mais relevante a meta for, mais os envolvidos se sentirão motivados.

Além disso, uma meta que não gera efeitos reais não será tratada como prioridade, pois a relevância e o impacto da meta influenciam diretamente em sua execução. Por isso, é necessário criar uma meta relevante. Para tanto, deve-se olhar os números e o histórico e realizar uma análise prévia, já que uma meta relevante vai impactar fatores como esses. 

T – Time based ou Temporal

Chegamos à última etapa das metas smart. Esta etapa é extremamente importante, pois qualquer meta precisa do estabelecimento de um prazo. Se você cria uma meta, mas não estabelece um tempo para a sua execução, ela fica vaga. Portanto, toda meta precisa de um tempo para ser cumprida, mesmo que esse tempo acabe sendo flexibilizado ao longo de seu desenvolvimento. Dessa maneira, é possível ter mais agilidade e planejar novas metas.

Além disso, seguir os prazos corretamente gera o senso de responsabilidade e esforço, que acabam por contribuir com o cumprimento da meta em si.

Recapitulando…

Uma meta deve atender a todos os requisitos e etapas das smart goals: ser específica, mensurável, atingível, relevante e temporal.

A formulação de uma meta smart inclui os seguintes passos:

  1. Qual é seu objetivo?
  2. O que você deseja?
  3. Quando, onde e com quem a meta será alcançada?
  4. A meta está centrada em quem? Apenas em você, ou envolve outras pessoas?
  5. É possível alcançar sua meta?
  6. Ela é relevante?
  7. Como você vai saber se está conseguindo alcançar seu objetivo?
  8. Como vai saber se já conseguiu alcançar o objetivo? 
  9. O que o está impedindo de alcançar sua meta?
  10. Como ela vai afetar sua vida? 
  11. Quais recursos você tem para ajudá-lo a alcançar seu objetivo? 
  12. O que você vai fazer para realizar sua meta?

Para que servem as metas SMART?

Ao buscar pelo sucesso, as pessoas entendem como é importante criar metas para conseguir alcançar seus objetivos profissionais e pessoais. Portanto, há diversos motivos para investir nas metas smart, como:

  • Melhorar a eficiência;
  • Reduzir os riscos;
  • Facilitar processos;
  • Atingir resultados mais rápidos e eficazes;
  • Revitalizar os objetivos.

Exemplos de metas smart

Para exemplificar e lhe ajudar a aplicar os conhecimentos acima, separamos, abaixo, alguns exemplos de metas smart. Confira:

1. Pessoal: emagrecer 5 quilos em seis meses

  • Específica: estabelece com exatidão o total de quilos a perder;
  • Mensurável: é possível medir o peso atual e acompanhar a evolução até a data estabelecida como prazo;
  • Atingível: é uma meta perfeitamente possível;
  • Relevante: é relevante para você e seus sentimentos sobre si mesmo;
  • Temporal: estabelece o prazo de seis meses para alcançar o objetivo.

2. Profissional: conseguir um aumento de 20% nos próximos dois anos

  • Específica: especifica a pretensão de aumento salarial;
  • Mensurável: você toma como base a tabela salarial na empresa em que trabalha para seu cargo, além de saber seu salário atual;
  • Atingível: é possível atingir a meta com esforço e negociação;
  • Relevante: esse pode ser um dos objetivos profissionais mais importantes para você atualmente;
  • Temporal: estabelece o tempo de dois anos para acontecer.

3. Empresarial – Ampliar o número de clientes fixos em 20% nos próximos oito meses

  • Específica: estabelece um percentual de crescimento;
  • Mensurável: a empresa conhece sua atual carteira de clientes, sendo possível mensurar a chegada de novos;
  • Atingível: com esforços direcionados e planejados, é possível para a empresa atingir a meta;
  • Relevante: representa um aumento de receita e posicionamento de mercado;
  • Temporal: prazo de oito meses.

Conclusão

Quando você planeja e estabelece metas, você não somente consegue ter resultados mais rápidos e eficazes, como também confere mais sentido às áreas de sua vida. Imagine trabalhar sem um objetivo, se relacionar sem pensar no futuro ou começar uma empresa sem fazer projeções; qual a tendência do acaso?

Em uma empresa, as metas ajudam os colaboradores a terem foco, uma direção e um objetivo. O mesmo acontece com metas individuais. Elas nos mantêm direcionados e motivados rumo ao sucesso. A meta definida por meio do método smart é uma das melhores maneiras de criar objetivos mais específicos, nos manter motivados, mostrar nosso crescimento e o impacto de nossas ações. Pode parecer uma ferramenta simples, mas é extremamente eficiente para superar barreiras e alcançar o sucesso tão almejado!

Por falar em sucesso, que tal realizar uma consultoria para ver como está o andamento de sua carreira e vida profissional? Clique na imagem abaixo e fale com um de nossos consultores de maneira totalmente gratuita! Aproveite, também, para compartilhar o conteúdo nas redes sociais e auxiliar outras pessoas a estabelecerem objetivos mais palpáveis e tangíveis!

César Romano

César Romano é apaixonado pelo desenvolvimento humano. Inspira e planeja a prosperidade de pessoas e empresas. Formado em comunicação e marketing pela PUC e especialista em gestão de pessoas.