Post original do mago Seth Godin*

Logo na primeira fileira, não mais de seis metros de distância de Christian McBride, estava o bête noire de cada artista que se apresenta. Eu não sei por que ela veio até o Blue Note (tradicional casa de shows de NY), talvez tenha sido para fazer o ‘ficante’ dela feliz. Mas ela estava bocejando, checando o relógio sem parar, olhando ao redor da sala de espetáculo, brincando com isso e aquilo…fazendo de tudo um pouco, menos se engajando com a música.

McBride parecia ser profissional e experiente demais para se deixar cair por aquele desrespeito e falta de engajamento. Aqui está o que ele sabia: Não era sobre ele, não era sobre a música, não era uma resposta ao que ele estava criando.

Haters gonna hate. Os odiadores vão odiar.

Shun the non-believers. Esquive-se daqueles que não acreditam.

Faça seu trabalho, faça o seu melhor trabalho, aquilo que realmente importa para você. Para algumas pessoas você pode dizer “Ei, não é para você”. OK, sem problemas. Se você tentar agradar o ‘inagradável’, você ficará infeliz sem razão. É assim mesmo.

É um pouco bobo ficar infeliz, mas tente guardar isso para momentos que realmente tenha uma razão, não para alguém que só saiba criticar.

É por você mesmo. Faça as coisas de acordo com aquilo que você busca, projeta. E não deixe que ninguém te tire do seu caminho. Não é para fora, é para dentro.

Seth Godin é o autor de 17 livros que foram best-sellers em todo o mundo e foram traduzidos em mais de 35 idiomas. Ele escreve sobre a revolução pós-industrial, a maneira como as idéias se espalham, marketing, liderança e, acima de tudo, mudança de paradigmas. 

Leia também:

A Síndrome do ‘estagiário’ CEO e o desafio para gestores

Gestão de carreira: seu papel na sua vida

César Romano

César Romano é apaixonado pelo desenvolvimento humano. Inspira e planeja a prosperidade de pessoas e empresas. Formado em comunicação e marketing pela PUC e especialista em gestão de pessoas.