Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7
Powered by Rock Convert

Antes, o foco no aumento da produtividade era o único objetivo das organizações, independentemente dos processos sofridos pelas equipes para a obtenção dos resultados. Hoje, sabe-se que o cuidado com a saúde mental e o bem-estar dos funcionários é fundamental para o bom desempenho de todos – tanto deles quanto da empresa. A psicologia organizacional é a área de estudos que cuida dessa tarefa e deixar de investir nela é um pensamento muito ultrapassado. 

Mas calma que vamos explicar detalhadamente do que se trata, qual sua importância, as áreas em que atua, os benefícios que ela traz e, melhor ainda, como implementá-la. Para aprender tudo isso, continue lendo!

O que é psicologia organizacional?

Psicologia organizacional – originalmente uma área de estudo chamada “psicologia industrial” ou “psicologia do trabalho” – é uma área da Psicologia dedicada à compreensão de fenômenos comportamentais em ambientes profissionais. Voltada para o mundo corporativo, essa área foca em resolver problemas da gestão de recursos humanos ou de pessoas, procurando obter um equilíbrio entre o que a empresa busca e o que os colaboradores precisam.

Para que isso seja possível, há uma análise de como os funcionários se comportam em ambientes coletivos, assim como dos desdobramentos de certas atitudes tomadas por eles. O objetivo é propiciar boas condições e uma qualidade de vida aos trabalhadores, assegurando, em retorno, um nível alto de produtividade e bom desempenho. É uma lógica muito simples: funcionários que se sentem bem no ambiente em que trabalham produzirão mais, com maior qualidade.

Existem inúmeros fatores que contribuem para o bem-estar dos colaboradores e cria um rendimento positivo. Alguns exemplos são o cumprimento das pausas (como os horários de almoço e lanche), a segurança no ambiente de trabalho, o respeito interpessoal, a integração da equipe, uma competitividade branda e o bom relacionamento com os líderes, dentre muitos outros.

Ou seja: a psicologia organizacional cria planos estratégicos para empresas de acordo com o perfil dessas instituições e a demanda de seus funcionários. Isso através do aumento coletivo do bem-estar e da qualidade de vida no ambiente profissional, para que estejam tanto companhias quanto colaboradores em sintonia. O resultado é o crescimento e a melhoria do desempenho geral. 

A importância da psicologia organizacional

Já é sabido que tecnologias, hardwares e procedimentos são importantes em quaisquer empreendimentos, assim como a manutenção de todos esse fatores. O que não pode-se deixar de lado é o fator humano. Os profissionais são as mentes por trás de tudo, eles que fazem o planejamento, pensam em estratégias, movem e consertam máquinas, organizam tarefas e cuidam do ambiente em geral, permitindo a execução do trabalho da melhor maneira possível.  

No contexto mercadológico super disputado em que vivemos, para alcançar uma boa performance e a obtenção de lucros de modo efetivo, é de extrema importância que as pessoas da empresa sejam bem cuidadas. 

A psicologia organizacional atua justamente nisso, implementando técnicas que favorecem os colaboradores. Ela permite que haja uma postura satisfatória entre todos: individualmente, dos funcionários entre si (inclusive especificamente numa perspectiva hierárquica, com gestores), e dos trabalhadores com os valores da instituição. Por fim, a consequência não poderia ser melhor: a prosperidade do empreendimento e de seus integrantes.

Áreas de atuação

A psicologia organizacional é aplicada em áreas distintas de uma mesma empresa. Há a possibilidade de tratar da segurança do trabalho e do espaço físico (ergonomia); diagnosticar não somente a qualidade de vida, mas também a saúde mental dos funcionários; tratar de plano de benefícios; fazer diagnósticos organizacionais e gestão de conflitos; ou avaliações de desempenho, dando feedbacks, por exemplo. 

Aqui, por objetividade, destacamos três principais possibilidades de atuação no trabalho para um profissional determinado a utilizar as técnicas da psicologia organizacional:

Processo seletivo

Essa área é a responsável pelo preenchimento das vagas disponíveis de acordo com o que é requerido pela empresa. A psicologia organizacional conta com técnicas e metodologias para mensurar, de certa maneira, o quão adequada cada pessoa está para aquele posto de trabalho

Pode-se fazer uso de entrevistas, dinâmicas de grupo, testes, avaliações objetivas, dentre outros recursos avaliativos. Geralmente são aplicados pelo RH durante esse processo admissional, em uma tentativa de compreender o(a) candidato(a) de maneira coerente, ampla e cuidadosa. 

A proposta é reunir o maior número de informações necessárias para a tomada de decisão sobre o nível de aptidão do indivíduo para as exigências do cargo. Além disso, também é conferida a adequação da pessoa em relação à cultura organizacional. Para a otimização da eficiência e eficácia do processo, indica-se o uso de softwares propícios para recrutamento e seleção.

Treinamento e desenvolvimento de equipe

Essa prática consiste em uma combinação de ações e estratégias visando a capacitação dos funcionários da organização. Os treinamentos a curto prazo resultam em uma maior eficiência na realização das tarefas, de acordo com a função de cada colaborador e as necessidades da empresa. São a curto prazo pois sempre possuem um objetivo coletivo específico, em períodos de tempo reduzidos. O desenvolvimento, por outro lado, é uma conquista a longo prazo, focada a nível individual e que promove alavancar a carreira.

Você pode começar a transformar sua carreira agora mesmo com dicas gratuitas dos nossos consultores! Clique aqui para receber um diagnóstico de carreira grátis da equipe Penser. 

Powered by Rock Convert

Orientação profissional: plano de cargos e salários + plano de carreira

A psicologia organizacional é o que define e delimita tanto as atribuições, quanto os salários e benefícios de cada função. Essa gestão demanda um conhecimento aprofundado por parte do profissional sobre sua equipe. Desse modo, é possível estabelecer e distribuir os benefícios de maneira personalizada, de acordo com o que os colaboradores verdadeiramente precisam. Isso gera satisfação, que ajuda a manter um alto nível de motivação individual. 

Essa metodologia também pode ser uma aliada para a elaboração de um plano de carreira. Este deve ser feito com cada funcionário, escutando clinicamente as demandas particulares a cada um. Nenhum trabalhador é igual ao outro e isso faz com que as aspirações profissionais sejam muito diferentes entre si. Alguns sabem o que desejam para suas carreiras mais do que outros, então nível de ajuda do gestor para a delineação de metas também sofrerá variação.

Os benefícios da psicologia organizacional

Os benefícios proporcionados pela implementação da psicologia organizacional são incontáveis. A seguir, veja 5 dos principais aspectos positivos trazidos pela aplicação dessa metodologia.

  • Problemas relacionados ao corpo laboral da empresa, que afetam o ambiente profissional, são resolvidos estruturalmente. Com a ajuda de conhecimentos especializados da Psicologia, soluções são desenvolvidas em equipe.
  • Essa resolução coletiva também acaba contribuindo para que a interação interpessoal das equipes seja trabalhada e fortalecida
  • A essência da psicologia organizacional, seu aspecto fundamental, é o favorecimento da qualidade de vida dos profissionais. Ela impulsiona a mediação de conflitos, a gestão de benefícios e a melhoria das condições de trabalho.
  • Além disso, paralelamente, ela promove um ambiente saudável, realizando políticas que privilegiam a cultura organizacional. Esse mapeamento contribui para o bem-estar da equipe.
  • O efeito desse estímulo pela satisfação individual é um dos melhores: a diminuição da rotatividade (turnover) dentro da organização. Funcionários satisfeitos não desejam mudar de emprego. Como consequência, há um corte em todos os custos relacionados a novas admissões.

 

Dicas para aplicar a psicologia organizacional na empresa

Agora que você já entendeu o que é psicologia organizacional e todos os aspectos positivos que ela carrega consigo, separamos algumas dicas bem práticas para você conseguir fortalecê-la no seu empreendimento. Saiba o que fazer (e como) para aproveitar ao máximo essa técnica!

1. Relacionamentos positivos: incentive a integração entre as equipes

Diferentes setores não devem se manter separados. A individualização e segregação das equipes de uma mesma organização propicia mal entendidos e a constante refação de etapas. Integrar times distintos garante melhores relações interpessoais, mais saudáveis. 

Com a psicologia organizacional é a mesma coisa: se os profissionais dessa área não se comunicam, o resultado do trabalho leva o prejuízo. A interação entre eles pode ser estimulada através de happy hours, celebrações em datas comemorativas (tanto da empresa quanto pessoais, como aniversários), dinâmicas, atividades externas, dentre outras ações.

2. Use as práticas da psicologia organizacional com entusiasmo

Como gestor, o simples ato de demonstrar interesse pelas práticas da psicologia organizacional já contribui para o desempenho do time. É uma ótima chance tanto para estimular os demais colaboradores a também praticarem, quanto para compreender melhor o funcionamento de um setor. Faça perguntas, dialogue, esclareça dúvidas e converse com os profissionais.

3. Apresente os resultados obtidos

É comum que funcionários não estejam muito à vontade em relação aos setores de gestão de pessoas, como o RH. Um dos motivos pode ser por não se ter conhecimento dos resultados dessa área. Por exemplo: uma pesquisa interna é realizada, mas, posteriormente, não é possível notar mudança alguma na empresa. Isso gera frustração e desconfiança.

Sendo assim, é importante que se mostre à equipe o que foi feito e quais os efeitos gerados. Pode ser através de métricas e indicadores de desempenho, que facilitam a visualização dos resultados.

4. Transforme a psicologia organizacional em setor estratégico

Essa dica é para intensificar ao máximo o desempenho da empresa. Incluir a psicologia organizacional nas reuniões de decisão e processos decisórios é imprescindível. Como é fundamental para manter a qualidade de vida na empresa, nada mais justo (e lógico) do que incorporá-la nos momentos de tomada de decisões

Mediador de demandas, esse é um método que deve permear todos os caminhos traçados pela instituição, promovendo o diálogo entre corporação e colaboradores.

Conclusão

Não resta dúvidas de que um profissional insatisfeito sofre desgaste diário com a jornada de trabalho, o que não permite que ele renda bem – podendo prejudicá-lo, inclusive, em relação à saúde física. Para que haja oportunidade de benefício e crescimento mútuos com a organização, é fundamental que os gestores estejam atentos às demandas desses colaboradores. 

Essas demandas podem ser o desejo por uma promoção a cargo de especialista (em caso de carreira em W), de auxílio com o redirecionamento na carreira ou, até mesmo, de desligamento. Se você procura atingir um novo patamar profissional, através da implementação da psicologia organizacional você está pronto para dar o próximo passo e colher frutos coletivos.

Outra técnica que ajuda gestores na relação com os demais colaboradores é a inteligência emocional. Para saber como ela ajuda no desempenho de novos líderes e equipes de trabalho, clique aqui! 

Aproveite e baixe nosso guia gratuito para fazer sua carreira decolar!

impulsionar sua carreira

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7