Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7
Powered by Rock Convert

Basicamente, o relacionamento interpessoal é um conceito da sociologia e da psicologia que pode ser definido como a relação entre duas ou mais pessoas. Ele pode estar inserido no contexto familiar, escolar, religioso, amoroso, de comunidade, de trabalho etc. O relacionamento interpessoal é também uma relação social, por isso deve ser vivido de acordo com as normas comportamentais da sociedade. O homem, em sua essência, é um ser relacional. Então, todas as pessoas, em diferentes medidas, se relacionam.

Esse relacionamento pode ter vários níveis e podem estar envolvidos diversos sentimentos, como o amor, a compaixão, a amizade etc. Mas, também, podem acabar sendo envolvidos sentimentos negativos, afinal, sempre que há humanos envolvidos há a possibilidade de surgir problemas. E, em certa medida, isso é normal. Mas, existem muitas coisas que nós podemos fazer para evitá-los, principalmente no ambiente de trabalho em que esses problemas podem acabar prejudicando o desempenho dos envolvidos e causando tensões no clima organizacional.

Outro conceito muito importante para entender e desenvolver, inclusive, um bom relacionamento interpessoal, é o relacionamento intrapessoal. Este é tão importante quanto o primeiro e influencia diretamente nele. O relacionamento intrapessoal se refere ao relacionamento de uma pessoa consigo mesma. Ele remete para a capacidade que uma pessoa tem de lidar com seus próprios sentimentos e emoções. Isso é muito importante, pois essa capacidade será revelada quando uma pessoa for confrontada em determinadas situações do dia a dia. O relacionamento intrapessoal pode ser bem desenvolvido quando se trabalha o autodomínio, o autoconhecimento, a autoafirmação e a automotivação.

Se nos relacionamos bem com nós mesmos, se estamos bem resolvidos com nossas questões pessoais, nossos relacionamentos com os outros tendem a ser melhores. Por isso, é tão importante estar bem consigo, pois esse sentimento reflete nos relacionamentos externos. Da mesma forma, quando estamos passando por problemas ou sentimentos ruins, temos a tendência de externalizar isso e acabamos, por consequência, atingindo os outros. Esse desconforto acaba revelando atitudes negativas, agressivas, errôneas e, até mesmo, de auto sabotagem. Não é incomum vermos esse comportamento em líderes e colegas de trabalho, no trânsito, em locais públicos e no ambiente familiar. Por isso, é importante que todos parem e façam uma autoavaliação, para para ver como estão tratando aqueles que estão à sua volta e, principalmente, como se sentem por dentro, pois é aí que está a origem dos males externos. 

Alguns comportamentos demonstram que algo não vai bem. Entre eles, estão:

  • mau humor
  • tristeza
  • isolamento
  • agressividade
  • rispidez 
  • hostilidade

Tais comportamentos podem prejudicar em níveis irrecuperáveis. No trabalho, sentimentos assim são sentidos de modo bastante sensível. Por mais que pareça que naquele ambiente todos são desconhecidos ou não se importam e não observam você, não é exatamente assim. A convivência contínua e diária acaba por desenvolver relacionamentos. E bons relacionamentos são muito importantes para manter ou, até mesmo, potencializar o desempenho dos funcionários. Além disso, é importante para manter o emprego, pois a inteligência emocional tem sido um elemento sumariamente importante na hora de contratar e de manter um funcionário em uma empresa. Aquele que se relaciona bem com seus colegas é bem visto tanto por eles, como por seu líder, e tem boas chances de crescimento na empresa. 

E como manter um bom relacionamento interpessoal?

Nós separamos algumas dicas que vão te ajudar a ficar bem longe dos problemas causados por conflitos interpessoais e a desenvolver um bom relacionamento com seus colegas de trabalho. Vantagem para você, vantagem para o colega e vantagem para a empresa. Ou seja, vantagem para todos!

As empresas só funcionam por e pelas pessoas. São elas que definem o resultado das empresas. Por isso, quanto melhores forem os relacionamentos entre os membros, o resultado será melhor e mais produtivo. Tanto o desempenho individual, como o coletivo, são beneficiados pelas boas relações. Por outro lado, quando há problemas entre os colaboradores, os departamentos não têm boa comunicação e os profissionais não cooperam para alcançar as metas efetivamente. Assim, a empresa perde parte de sua produtividade e de seus investimentos. Muito do que poderia ser feito acaba sendo deixado de lado ou esquecido pelo fato de os colaboradores não saberem se relacionar bem. E não se engane, você está sendo observado dentro de sua empresa; e manter bons relacionamentos ajuda bastante em sua carreira. As expressões “trabalho em equipe” e “a união faz a força” não são balela, mas, sim, muito reais. 

1. Afaste as más atitudes

Existem atitudes que contribuem para criar hostilidade no ambiente de trabalho. Algumas delas parecem inocentes e inofensivas, mas causam estresses desnecessários e problemas a longo prazo. Aí mora um grande problema, pois a questão de longo e curto prazo pode confundir algumas pessoas. Existem comportamentos que realmente não causam muitos problemas de imediato, mas, com o passar do tempo, provocam problemas já bastante enraizados, e, quanto mais profunda a raiz, mais difícil se livrar deles. Alguns desses comportamentos nocivos, incluem:

  • Piadas e comentários sarcásticos
  • Fofocas
  • Assédio, bullying e discriminação
  • Não cumprimentar pessoas
  • Excluir ou ignorar opiniões
  • Pegar para si o crédito do trabalho de alguém
  • Eleger favoritos e/ ou vítimas no grupo
  • Desautorizar e isolar membros da equipe
  • Não elogiar nem reconhecer um bom trabalho
  • Conversa paralela durante as reuniões
  • Uso excessivo de celular sem necessidade
  • Sobrecarregar 
  • Fazer ameaças

2. Analise seu trabalho

Pense em alguma situação na qual você conseguiu observar que a falta de trabalho em equipe prejudicou o desempenho. Talvez seja alguma situação na qual um colega demorou muito para entregar sua parte de um projeto importante; algo emperrado pela falta de colaboração de outro departamento; dificuldade do líder de se comunicar com os membros; metas nebulosas, difíceis de compreender; novas decisões das quais você discordou ou não soube lidar; falta de comunicação dos colaboradores para com o líder etc. Talvez você não tenha observado à época, mas, a partir de agora, é importante que você perceba o quanto isso prejudica o desempenho coletivo e individual. Ainda assim, são exemplos comuns cuja ocorrência tem frequência diária nas empresas. Eles prejudicam ainda mais os relacionamentos interpessoais – já frágeis. Observar esses comportamentos e entender o quanto são nocivos já é um grande passo. Após isso, veja o que você pode fazer para não reproduzi-los e evitar que outra pessoa também o faça.

3. Não entre em discussões e não brigue com seus colegas

Parece uma dica óbvia, mas é algo que acaba acontecendo com certa frequência nas empresas. Além de fazer você perder seu tempo, essas brigas e discussões podem gerar consequência irreparáveis, como demissões. Em ambientes onde há tensões, estresse e tantos outros problemas, como ambientes de trabalho, não há porque criar mais problemas. 

Powered by Rock Convert

Todos somos imprevisíveis e será impossível evitar situações desconfortáveis e inesperadas. Além disso, muitas delas vão realmente testar sua paciência. Mas esses são os momentos mais propícios para exercitar sua inteligência emocional e, consequentemente, saber a melhor forma de agir e evitar tais situações. Todos precisam colaborar para criar um bom clima.

4. Não julgue

Da mesma forma, quando alguém se comportar mal, você pode agir de forma a amenizar ou, pelo menos, não piorar o problema. A principal dica é exercitar o não julgamento. Pense como se estivesse no lugar do outro. Ele pode estar passando por problemas e outras questões e não cabe a você julgar seus motivos. Ter esse tipo de consciência ajuda a desenvolver a empatia. Se colocar no lugar do outro, tentar entender seus sentimentos, ideias e, até mesmo, suas dores, é o primeiro passo para aprender a respeitar o outro. E o respeito é um elemento essencial em qualquer relacionamento.

5. Comunique-se com efetividade

O diálogo é essencial para o desenvolvimento positivo dos relacionamentos. A boa e clara comunicação evita conflitos e problemas que surgem pelo simples fato de alguém não ter entendido algo corretamente. Por isso, deixe bem claro quais são suas intenções e deixe claro as metas e objetivos a serem alcançados.

Outro ponto de extrema importância é saber expressar suas opiniões sem ofender o outro. É muito fácil se irritar quando há divergência de ideias. Mas a diversidade é o que faz os mecanismos funcionarem e a empresa crescer. Já parou para pensar como seria se todos tivessem o mesmo pensamento? Discordar não é sinônimo de ofender, pelo contrário, ao discordar é preciso também respeitar. Mas também não deixe de expressar sua opinião, apenas discorde com calma e argumentando da melhor forma que puder, afinal, comentários sem embasamento são péssimos para a imagem de qualquer pessoa. 

Por fim, mas não menos importante, ao ouvir comentários ofensivos, não revide. É justamente aí que se inicia uma briga ou discussão. E como falamos mais acima não é isso que nós queremos, não é mesmo?

Além disso, é interessante pensar que quem sabe dialogar também será capaz de encontrar soluções e conciliação em conflitos. Chegar a um concílio é algo bastante difícil. Aqui, a empatia e a compreensão entram em primeiro lugar. Além disso, não basta a boa compreensão, mas a forma de comunicar isso a ambas as partes. Por isso, saber dialogar e se comunicar da forma correta é tão importante. 

Se você quiser aprender mais sobre comunicação eficaz, clique aqui e acesse nosso ebook.

6. Autoavaliação

Fazer uma autoavaliação é um bom jeito de perceber como estão seus comportamentos atuais. Você vai conseguir ver como eles afetam positiva ou negativamente em seus relacionamentos interpessoais na empresa. 

Responda algumas das perguntas abaixo e entenda melhor sobre você mesmo. Importante: seja sincero e avalie com cuidado cada questão!

  1. Você busca construir bons relacionamentos ou está sempre em conflito com alguém?
  2. Você procura dar sempre o seu melhor ou faz só o básico e suficiente?
  3. Você costuma atrasar trabalhos e acaba prejudicando outros por isso?
  4. Você se comunica de forma clara, respeitosa e amigável?
  5. De 0 a 10, o quanto suas atitudes têm colaborado para construir bons relacionamentos?
  6. De 0 a 10, o quanto suas atitudes têm dificultado na construção de bons relacionamentos?

Agora que você já viu dicas de como desenvolver bons relacionamentos interpessoais no ambiente de trabalho, que tal conhecer nossas dicas sobre outros aspectos da carreira? Confira nosso material.

impulsionar sua carreira

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Nike Pas Cher Homme
Nike Pas Cher France
yamaha fairings
cheap motorcycle fairings
cheap jordan retro 11
cheap jordan 13
cheap jordan 7